Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Hong Kong adia votação da lei anti-subversiva


Da AFP

07/07/2003 | 08:21


O governo de Hong Kong cedeu às pressões e na madrugada desta segunda-feira anunciou o adiamento da votação de uma polêmica lei anti-subversiva prevista para esta semana no parlamento da ex-colônia britânica.

O executivo publicou esta decisão ao final de uma reunião extraordinária convocada depois da demissão de James Tien, líder do Partido Liberal e aliado do chefe do executivo de Hong Kong, Tung Chee Hwa. O voto dos liberais era crucial para a adoção do projeto.

Tien pediu um adiamento da votação depois de uma maciça manifestação popular contra o projeto na semana passada e devido às críticas às emendas feitas de último momento. O objetivo do adiamento é "incrementar os esforços para explicar as emendas ao público nos próximos dias", segundo um comunicado.

A nova lei, mais conhecida como artigo 23 da constituição vigente desde que o território voltou para a soberania chinesa em 1997, prevê a adoção de textos contra a subversão, a traição, a sedição e o roubo de segredos de Estado.

Mas o projeto apresentado pelo governo pró-chinês foi criticado pelo perigo que representa para as liberdades democráticas. Mais de meio milhão saíram às ruas na semana passada para protestar contra sua adoção e o impopular governo de Tung.

Apesar desta manifestação, a maior registrada no território desde o massacre da Praça da Paz Celestial, em Pequim, em 1989, o governo declarou que o parlamento votaria o texto na quarta-feira, segundo o calendário original. Os protestos obrigaram, no entanto, que Tung fizesse concessões em três pontos polêmicos.

Mas os partidários pró-democracia e a oposição mantiveram sua hostilidade e pediram mais tempo para examinar as emendas, enquanto convocaram outra manifestação para o dia da votação.

Depois de algumas dúvidas, os liberais confirmaram seu pedido de adiamento do projeto para permitir um novo debate público.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;