Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Vem aí o Marruá, o jeep militar da Agrale


Da HP Press

07/01/2004 | 13:53


A montadora gaúcha Agrale, tradicional fabricante de comerciais leves e chassis para microônibus, promete ingressar este ano também no segmento de veículos para aplicações militares. Para isso está desenvolvendo um jeep – o Agrale Marruá – com o objetivo de atender às necessidades das Forças Armadas por uma viatura versátil, robusta, de fácil manutenção e baixo custo operacional.

Segundo o diretor-superintendente da empresa, Hugo Zattera, a expectativa é suprir a renovação de parte da frota atual de cerca de 4.000 veículos com as características que o exército brasileiro mantém. "Percebemos a carência, no Brasil e no exterior, por produtos dessa natureza e decidimos investir neste segmento de mercado, assumindo e aperfeiçoando o projeto que foi inicialmente desenvolvido por uma equipe de engenheiros especializados e com larga experiência na área militar", explica o executivo. A viatura também deverá ser exportada para países da América Latina, África e Oriente Médio.

"Temos uma viatura em testes no CAEx – Centro de Avaliação do Exército e que tem apresentado bom desempenho", destaca Hugo Zattera. O veículo foi projetado especificamente para atender os requisitos operacionais militares e pode transportar uma guarnição composta por quatro ocupantes, devidamente equipados, e tem capacidade de carga de até 500kg em qualquer terreno, mais reboque militar de 500 kg. Também pode acoplar lançadores de míssil, canhão sem recuo, metralhadora, equipamento de comunicação e de transporte de emergência..

O Marruá será produzido na unidade montadora de veículos da empresa, em Caxias do Sul (RS) e terá 100% de componentes nacionais, atendidos por fornecedores de classe mundial como MWM, Eaton, Dana, Bosch e Luk, entre outros. Para isso, a Agrale vai aplicar recursos da ordem de R$ 11 milhões no projeto e na construção de uma nova linha de montagem, no desenvolvimento e na aquisição de ferramental.

A Agrale não forneceu maiores detalhes das características técnicas do novo veículo, por exemplo a motorização que deverá incorporar. "Pretendemos iniciar a produção seriada do Agrale Marruá ainda no primeiro semestre de 2004, devendo montar um lote piloto já no início de fevereiro", finaliza Hugo Zattera.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vem aí o Marruá, o jeep militar da Agrale

Da HP Press

07/01/2004 | 13:53


A montadora gaúcha Agrale, tradicional fabricante de comerciais leves e chassis para microônibus, promete ingressar este ano também no segmento de veículos para aplicações militares. Para isso está desenvolvendo um jeep – o Agrale Marruá – com o objetivo de atender às necessidades das Forças Armadas por uma viatura versátil, robusta, de fácil manutenção e baixo custo operacional.

Segundo o diretor-superintendente da empresa, Hugo Zattera, a expectativa é suprir a renovação de parte da frota atual de cerca de 4.000 veículos com as características que o exército brasileiro mantém. "Percebemos a carência, no Brasil e no exterior, por produtos dessa natureza e decidimos investir neste segmento de mercado, assumindo e aperfeiçoando o projeto que foi inicialmente desenvolvido por uma equipe de engenheiros especializados e com larga experiência na área militar", explica o executivo. A viatura também deverá ser exportada para países da América Latina, África e Oriente Médio.

"Temos uma viatura em testes no CAEx – Centro de Avaliação do Exército e que tem apresentado bom desempenho", destaca Hugo Zattera. O veículo foi projetado especificamente para atender os requisitos operacionais militares e pode transportar uma guarnição composta por quatro ocupantes, devidamente equipados, e tem capacidade de carga de até 500kg em qualquer terreno, mais reboque militar de 500 kg. Também pode acoplar lançadores de míssil, canhão sem recuo, metralhadora, equipamento de comunicação e de transporte de emergência..

O Marruá será produzido na unidade montadora de veículos da empresa, em Caxias do Sul (RS) e terá 100% de componentes nacionais, atendidos por fornecedores de classe mundial como MWM, Eaton, Dana, Bosch e Luk, entre outros. Para isso, a Agrale vai aplicar recursos da ordem de R$ 11 milhões no projeto e na construção de uma nova linha de montagem, no desenvolvimento e na aquisição de ferramental.

A Agrale não forneceu maiores detalhes das características técnicas do novo veículo, por exemplo a motorização que deverá incorporar. "Pretendemos iniciar a produção seriada do Agrale Marruá ainda no primeiro semestre de 2004, devendo montar um lote piloto já no início de fevereiro", finaliza Hugo Zattera.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;