Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Em casa, Ponte Preta quer entrar focada para não dar chances ao Cruzeiro



22/06/2016 | 06:00


Independente do adversário, de sua tradição, de seus títulos ou do peso de sua camisa, a Ponte Preta vai sempre jogar para vencer. E não será diferente contra o Cruzeiro, nesta quarta-feira, às 19h30, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), pela 10.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Quem garante é o técnico Eduardo Baptista, lembrando que se o time mineiro vem pressionado por ser o lanterna, o campineiro tem a obrigação de buscar a reabilitação diante de sua torcida. Com 13 pontos, a Ponte defenderá a 10.ª posição na tabela de classificação.

O objetivo principal é conquistar os três pontos para esquecer a derrota para o Atlético Mineiro, no domingo passado, em Belo Horizonte. Agora vai enfrentar justamente o maior rival da capital mineira, que vem de duas derrotas seguidas - Flamengo e Grêmio - e está na última posição com oito pontos.

"Ainda bem que temos jogos de domingo e quarta-feira porque a gente já corre atrás do próximo jogo e esquece o anterior. Nós sabemos da pressão e do momento difícil que vive o Cruzeiro, mas se trata de um time qualificado, que tem jogadores de alto poder de definição", elogiou Eduardo Baptista.

Por conta disso, ele prefere priorizar a disposição de seu time. Reconhece que não atuou bem na rodada passada, mas acredita que o time pode mostrar a mesma eficiência dos últimos dois jogos em casa, quando quebrou a invencibilidade da Chapecoense e depois bateu o Atlético Paranaense. "Temos que repetir o que fizemos. Acho que o Cruzeiro vem para cá como os outros adversários, fechados e tentando usar a velocidade. A nós cabe ter muita atenção, entrar ligado e agredir o adversário sem lhe dar chance para os contragolpes".

A confiança demonstrada pelo técnico reflete o que ele considerou "bons treinamentos" para o confronto. A única baixa é o lateral-direito Jeferson, que está suspenso com três cartões amarelos. Ele deve ser substituído por Nino Paraíba, que têm características mais ofensivas. A outra opção seria Diogo Matheus, que é mais defensivo. A escolha vai acontecer somente antes do jogo.

Eduardo Baptista lembrou que seu time é "bem disciplinado" e justificou pela primeira suspensão por cartões após nove rodadas. Além disso, elogiou o condicionamento físico do time, comprovada pela ausência de nenhum jogador com lesão muscular. A única baixa é o volante Elton, que passou por uma artroscopia no joelho direito, ou seja, por um problema articular.

Adepto de mudar pouco no time, Eduardo Baptista não fará outras alterações mesmo para dar moral e chance aos jogadores de se recuperarem de uma má atuação. Vários deles atuaram abaixo do esperado na derrota em Minas Gerais. O curioso é que o lateral-esquerdo Breno Lopes, recém-chegado do Cruzeiro por empréstimo, vai para o banco de reservas. A justificativa é que o titular Reinaldo tem atuado "com muita intensidade".

Não faltarão outras boas opções para a suplência como Wellington Paulista e Willian Potkker para o ataque, o volante Matheus Jesus e o meia Thiago Galhardo. Todos eles têm entrado durante os jogos. A novidade é a volta do meia Felipe Menezes, que tem se destacado nos treinamentos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em casa, Ponte Preta quer entrar focada para não dar chances ao Cruzeiro


22/06/2016 | 06:00


Independente do adversário, de sua tradição, de seus títulos ou do peso de sua camisa, a Ponte Preta vai sempre jogar para vencer. E não será diferente contra o Cruzeiro, nesta quarta-feira, às 19h30, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), pela 10.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Quem garante é o técnico Eduardo Baptista, lembrando que se o time mineiro vem pressionado por ser o lanterna, o campineiro tem a obrigação de buscar a reabilitação diante de sua torcida. Com 13 pontos, a Ponte defenderá a 10.ª posição na tabela de classificação.

O objetivo principal é conquistar os três pontos para esquecer a derrota para o Atlético Mineiro, no domingo passado, em Belo Horizonte. Agora vai enfrentar justamente o maior rival da capital mineira, que vem de duas derrotas seguidas - Flamengo e Grêmio - e está na última posição com oito pontos.

"Ainda bem que temos jogos de domingo e quarta-feira porque a gente já corre atrás do próximo jogo e esquece o anterior. Nós sabemos da pressão e do momento difícil que vive o Cruzeiro, mas se trata de um time qualificado, que tem jogadores de alto poder de definição", elogiou Eduardo Baptista.

Por conta disso, ele prefere priorizar a disposição de seu time. Reconhece que não atuou bem na rodada passada, mas acredita que o time pode mostrar a mesma eficiência dos últimos dois jogos em casa, quando quebrou a invencibilidade da Chapecoense e depois bateu o Atlético Paranaense. "Temos que repetir o que fizemos. Acho que o Cruzeiro vem para cá como os outros adversários, fechados e tentando usar a velocidade. A nós cabe ter muita atenção, entrar ligado e agredir o adversário sem lhe dar chance para os contragolpes".

A confiança demonstrada pelo técnico reflete o que ele considerou "bons treinamentos" para o confronto. A única baixa é o lateral-direito Jeferson, que está suspenso com três cartões amarelos. Ele deve ser substituído por Nino Paraíba, que têm características mais ofensivas. A outra opção seria Diogo Matheus, que é mais defensivo. A escolha vai acontecer somente antes do jogo.

Eduardo Baptista lembrou que seu time é "bem disciplinado" e justificou pela primeira suspensão por cartões após nove rodadas. Além disso, elogiou o condicionamento físico do time, comprovada pela ausência de nenhum jogador com lesão muscular. A única baixa é o volante Elton, que passou por uma artroscopia no joelho direito, ou seja, por um problema articular.

Adepto de mudar pouco no time, Eduardo Baptista não fará outras alterações mesmo para dar moral e chance aos jogadores de se recuperarem de uma má atuação. Vários deles atuaram abaixo do esperado na derrota em Minas Gerais. O curioso é que o lateral-esquerdo Breno Lopes, recém-chegado do Cruzeiro por empréstimo, vai para o banco de reservas. A justificativa é que o titular Reinaldo tem atuado "com muita intensidade".

Não faltarão outras boas opções para a suplência como Wellington Paulista e Willian Potkker para o ataque, o volante Matheus Jesus e o meia Thiago Galhardo. Todos eles têm entrado durante os jogos. A novidade é a volta do meia Felipe Menezes, que tem se destacado nos treinamentos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;