Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ibama assume administração do Bwana Park no Rio


Do Diário OnLine

18/08/2001 | 13:29


O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Nacionais Renováveis (Ibama) assumiu neste sábado a administração do Bwana Park, em Guaratiba, zona Oeste do Rio de Janeiro. O parque foi interditado na última quarta-feira depois que foram encontrados mais de 103 animais mortos em freezers.

A maioria dos animais estão em estado de desnutrição e podem ser encaminhados à Fundação Rio Zoo e a universidades.

Nesta quinta-feira, o ex-gerente executivo do parque, Daniel Antoine Marmy, afirmou que dois chimpanzés foram vendidos ao Circo Beto Carreiro por R$ 25 mil cada. Marmy pode ser indiciado.

Segundo informações de policiais, a venda foi feita há cerca de dois anos e meio pelo antigo dono do Bwana, o suíço Werner Erwin Meier, morto em abril deste ano.

O veterinário André Maia afirmou nesta quinta-feira, durante depoimento à polícia, que foram vendidos dois chipanzés adultos, três filhotes e dois tigres siberianos, por R$ 30 mil cada. Segundo ele, a Fundação Rio Zôo comprou dois cangurus e um tigre siberiano.

A fundação afirmou que todas as operações foram fiscalizadas pelo Ibama.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ibama assume administração do Bwana Park no Rio

Do Diário OnLine

18/08/2001 | 13:29


O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Nacionais Renováveis (Ibama) assumiu neste sábado a administração do Bwana Park, em Guaratiba, zona Oeste do Rio de Janeiro. O parque foi interditado na última quarta-feira depois que foram encontrados mais de 103 animais mortos em freezers.

A maioria dos animais estão em estado de desnutrição e podem ser encaminhados à Fundação Rio Zoo e a universidades.

Nesta quinta-feira, o ex-gerente executivo do parque, Daniel Antoine Marmy, afirmou que dois chimpanzés foram vendidos ao Circo Beto Carreiro por R$ 25 mil cada. Marmy pode ser indiciado.

Segundo informações de policiais, a venda foi feita há cerca de dois anos e meio pelo antigo dono do Bwana, o suíço Werner Erwin Meier, morto em abril deste ano.

O veterinário André Maia afirmou nesta quinta-feira, durante depoimento à polícia, que foram vendidos dois chipanzés adultos, três filhotes e dois tigres siberianos, por R$ 30 mil cada. Segundo ele, a Fundação Rio Zôo comprou dois cangurus e um tigre siberiano.

A fundação afirmou que todas as operações foram fiscalizadas pelo Ibama.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;