Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Nossa Senhora de Fátima é celebrada na Vila Marlene

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Paróquia que completa 50 anos em outubro promove missas, procissão e festa em homenagem à santa


Natália Scarabotto
Especial para o Diário

14/05/2016 | 07:00


Missas durante todo o dia, bolo típico e procissão com velas marcaram ontem festa em homenagem a Nossa Senhora de Fátima na paróquia que leva o nome da santa na Vila Marlene, em São Bernardo. A comemoração foi feita para homenagear e agradecer a padroeira.

O dia da santa é emocionante para muitos devotos. A aposentada Ludovina da Silva Brandão, 64 anos, conta, com lágrimas nos olhos, que tem muita fé. “Sempre acreditei no poder da santa. Todos os dias quando me levanto, peço para ela me fortalecer e isso sempre me protegeu em momentos difíceis.”

O trabalho para preparar as festividades é intenso. “Desde quarta-feira estamos fazendo arranjos de flores. Fizemos mais de 900 pedaços de bolo para vender. É cansativo, mas vale a pena. Nossa Senhora de Fátima merece por toda a ajuda que já me deu”, afirma a aposentada Maria de Lourdes Luques Teolis, 67. Ela é uma das mais antigas frequentadoras da igreja, com 56 anos de participação.

À noite, multidão de fiéis tomou as ruas do bairro com a Procissão das Velas.

O dia 13 de maio é tão especial que mesmo quem não é devoto da santa passou para homenageá-la. “Recebi graça de Santa Rita de Cássia. Mas, depois de algum tempo, reconheci a Nossa Senhora de Fátima e todas as outras santas como mães porque todas me protegem”, diz a dona de casa Rosana Bandeira, 43.

HISTÓRIA

Em outubro, a igreja completa seu 50º aniversário. O templo religioso, que começou como pequena capela, hoje recebe visitas de muitas pessoas e conta com prédio administrativo. A igreja foi construída pelos próprios moradores em 1996.

“Lembro de ter carregado balde com água do poço quando era menor. E hoje temos essa igreja linda, que tem várias missas por semana. É gratificante acompanhar a transformação”, afirma a aposentada Lêda Maria Colombo, 66, que mora no bairro há 58 anos.

As missas acontecem de quinta-feira, às 19h30, sábado, às 10h e às 19h, e domingo, às 19h. A igreja fica na Rua Flávio Fongaro, 126.

A paróquia realiza miniquermesse até o dia 12 de junho. A festa conta com barracas de pastel, yakissoba, espetinhos, vinho quente e brincadeiras para a criançada. O funcionamento é aos fins de semana, no período noturno, em frente à igreja.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;