Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Motoristas cancelam greve nas linhas intermunicipais

Promessa de pagamento feita pelas empresas mantém circulação normal no Grande ABC


Leonardo Santos
Especial para o Diário

10/05/2016 | 07:00


Motoristas das linhas intermunicipais que circulam entre o Grande ABC e Capital cancelaram a greve marcada para ontem. Os condutores, que reivindicam o pagamento dos salários atrasados, aceitaram a proposta do proprietário das empresas, Baltazar José de Souza, e devem receber os valores até amanhã.

Cerca de 2.000 funcionários estão sem pagamento. Caso houvesse paralisação das 39 linhas das empresas Viação São Camilo, Urbana Santo André, Viação Ribeirão Pires, Eaosa (Empresa Auto Ônibus de Santo André), Viação Imigrantes, Viação Riacho Grande e Triângulo, 90 mil passageiros que utilizam o transporte diariamente seriam afetados.

O cancelamento da greve foi confirmado pelo diretor do Sintetra (Sindicato dos Rodoviários do Grande ABC), Haroldo Marques. “Os veículos operam normalmente hoje (ontem), mas ainda estamos esperando pelo pagamento dos funcionários”, destaca.

“Durante a madrugada, fomos até as garagens e conversamos com os motoristas e eles aceitaram a nossa proposta”, comenta Souza, que informou ter feito empréstimo para pagar os trabalhadores. Ainda segundo o empresário, a falta do repasse por parte da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), referente às gratuidades de idosos e estudantes desde setembro de 2015, é um dos fatores que prejudicam a situação financeira das empresas. “Ainda não recebemos os R$ 4,3 milhões da EMTU, que sequer fez questão de responder nossa demanda”, comenta.

Regulamentada no início de 2014 pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), a Lei 15.179/2013 estabelece passagem gratuita para idosos nas linhas intermunicipais do Estado, assim como a tarifa zero para estudantes, que foi autorizada em fevereiro de 2015.

Procurada, a EMTU reafirmou, em nota, que não tem dívidas com as empresas responsáveis pela operação de linhas intermunicipais no Grande ABC.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Motoristas cancelam greve nas linhas intermunicipais

Promessa de pagamento feita pelas empresas mantém circulação normal no Grande ABC

Leonardo Santos
Especial para o Diário

10/05/2016 | 07:00


Motoristas das linhas intermunicipais que circulam entre o Grande ABC e Capital cancelaram a greve marcada para ontem. Os condutores, que reivindicam o pagamento dos salários atrasados, aceitaram a proposta do proprietário das empresas, Baltazar José de Souza, e devem receber os valores até amanhã.

Cerca de 2.000 funcionários estão sem pagamento. Caso houvesse paralisação das 39 linhas das empresas Viação São Camilo, Urbana Santo André, Viação Ribeirão Pires, Eaosa (Empresa Auto Ônibus de Santo André), Viação Imigrantes, Viação Riacho Grande e Triângulo, 90 mil passageiros que utilizam o transporte diariamente seriam afetados.

O cancelamento da greve foi confirmado pelo diretor do Sintetra (Sindicato dos Rodoviários do Grande ABC), Haroldo Marques. “Os veículos operam normalmente hoje (ontem), mas ainda estamos esperando pelo pagamento dos funcionários”, destaca.

“Durante a madrugada, fomos até as garagens e conversamos com os motoristas e eles aceitaram a nossa proposta”, comenta Souza, que informou ter feito empréstimo para pagar os trabalhadores. Ainda segundo o empresário, a falta do repasse por parte da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), referente às gratuidades de idosos e estudantes desde setembro de 2015, é um dos fatores que prejudicam a situação financeira das empresas. “Ainda não recebemos os R$ 4,3 milhões da EMTU, que sequer fez questão de responder nossa demanda”, comenta.

Regulamentada no início de 2014 pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), a Lei 15.179/2013 estabelece passagem gratuita para idosos nas linhas intermunicipais do Estado, assim como a tarifa zero para estudantes, que foi autorizada em fevereiro de 2015.

Procurada, a EMTU reafirmou, em nota, que não tem dívidas com as empresas responsáveis pela operação de linhas intermunicipais no Grande ABC.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;