Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Andreenses e azulino são indicados para seleção da Série A-2

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

05/05/2016 | 07:00


Felicidade. Esse foi o sentimento que tomou conta de três jogadores de clubes do Grande ABC que foram escolhidos para a seleção da Série A-2 do Campeonato Paulista, a ser divulgada oficialmente pela FPF (Federação Paulista de Futebol) amanhã. Tanto Santo André, do zagueiro Diogo Borges e do meia Branquinho, quanto São Caetano, do lateral-direito Bruno Recife, divulgaram que o trio integra os 11 atletas mais votados por jornalistas em cada posição, pleito do qual participaram os profissionais do Diário.

“Fico muito feliz pela premiação. É o trabalho reconhecido, não só da minha parte, mas de todos os jogadores. Sem eles eu não seria indicado. Tenho de agradecer a todos os meus companheiros que me ajudaram dentro de campo”, avaliou o andreense Diogo Borges, que viu o colega de seleção seguir a mesma linha de raciocínio. “Estou feliz por esse prêmio. Tenho que agradecer aos companheiros que ajudaram em campo. É uma conquista importante para minha carreira. Estou feliz também pelo acesso. Mas não podemos esquecer que no sábado temos um grande jogo e queremos ser campeões”, disse Branquinho.

Pelo lado azulino, a fala de Bruno Recife também não destoou dos anteriores. “É uma premiação importante. Eu já estou com 34 anos, não é fácil. Fiquei muito feliz. Divido o prêmio com meus companheiros, técnico e diretoria, que sempre nos ajudam. Mas daria tudo para ter o acesso, que infelizmente não veio”, ponderou o lateral, que também foi agraciado da mesma maneira no Campeonato Pernambucano em 2007, competição na qual defendeu o Sport.

Tido como um dos pilares da campanha do Santo André na competição, a defesa se mostrou segura principalmente após a chegada do técnico Toninho Cecílio, na 13ª rodada, que acertou o setor e fez com que o Ramalhão passasse a ser uma das defesas menos vazadas da Série A-2 – desde então, em 11 partidas, o clube levou seis gols e garantiu o acesso à elite.

Além de se destacar defensivamente, Diogo Borges também apareceu no setor ofensivo do Santo André. Em 21 partidas, o defensor de 32 anos balançou a rede quatro vezes e é vice-artilheiro do Ramalhão na competição, perdendo somente para seu companheiro Branquinho, que anotou nove tentos na mesma quantidade de jogos.

Além dos gols, o meia de 33 anos, que é capitão do Santo André, demonstrou liderança em diversos momentos delicados e chamou a responsabilidade na adversidade, inclusive quando ele mesmo admitiu ao Diário que não estava bem e precisava dar uma resposta em campo para tirar o clube de situação difícil. Na campanha, ele também foi um dos responsáveis por manter o elenco unido mesmo com dois meses de salários atrasados – hoje, o grupo tem praticamente tudo quitado com a diretoria.

Único representante do São Caetano na seleção, Bruno Recife é uma das peças fundamentais da defesa azulina desde o começo do trabalho do técnico Luís Carlos Martins, em janeiro de 2015, na Série A-2 do Paulista e na Série D do Campeonato Brasileiro na última temporada. Experiente, além de atuar na defesa, também desempenhou papel no meio campo em algumas partidas, auxiliando na criação de jogadas.

Os prêmios aos indicados à seleção da Série A-2 devem ser entregues na segunda-feira, em local a ser divulgado amanhã. (colaborou Anderson Fattori) 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Andreenses e azulino são indicados para seleção da Série A-2

Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

05/05/2016 | 07:00


Felicidade. Esse foi o sentimento que tomou conta de três jogadores de clubes do Grande ABC que foram escolhidos para a seleção da Série A-2 do Campeonato Paulista, a ser divulgada oficialmente pela FPF (Federação Paulista de Futebol) amanhã. Tanto Santo André, do zagueiro Diogo Borges e do meia Branquinho, quanto São Caetano, do lateral-direito Bruno Recife, divulgaram que o trio integra os 11 atletas mais votados por jornalistas em cada posição, pleito do qual participaram os profissionais do Diário.

“Fico muito feliz pela premiação. É o trabalho reconhecido, não só da minha parte, mas de todos os jogadores. Sem eles eu não seria indicado. Tenho de agradecer a todos os meus companheiros que me ajudaram dentro de campo”, avaliou o andreense Diogo Borges, que viu o colega de seleção seguir a mesma linha de raciocínio. “Estou feliz por esse prêmio. Tenho que agradecer aos companheiros que ajudaram em campo. É uma conquista importante para minha carreira. Estou feliz também pelo acesso. Mas não podemos esquecer que no sábado temos um grande jogo e queremos ser campeões”, disse Branquinho.

Pelo lado azulino, a fala de Bruno Recife também não destoou dos anteriores. “É uma premiação importante. Eu já estou com 34 anos, não é fácil. Fiquei muito feliz. Divido o prêmio com meus companheiros, técnico e diretoria, que sempre nos ajudam. Mas daria tudo para ter o acesso, que infelizmente não veio”, ponderou o lateral, que também foi agraciado da mesma maneira no Campeonato Pernambucano em 2007, competição na qual defendeu o Sport.

Tido como um dos pilares da campanha do Santo André na competição, a defesa se mostrou segura principalmente após a chegada do técnico Toninho Cecílio, na 13ª rodada, que acertou o setor e fez com que o Ramalhão passasse a ser uma das defesas menos vazadas da Série A-2 – desde então, em 11 partidas, o clube levou seis gols e garantiu o acesso à elite.

Além de se destacar defensivamente, Diogo Borges também apareceu no setor ofensivo do Santo André. Em 21 partidas, o defensor de 32 anos balançou a rede quatro vezes e é vice-artilheiro do Ramalhão na competição, perdendo somente para seu companheiro Branquinho, que anotou nove tentos na mesma quantidade de jogos.

Além dos gols, o meia de 33 anos, que é capitão do Santo André, demonstrou liderança em diversos momentos delicados e chamou a responsabilidade na adversidade, inclusive quando ele mesmo admitiu ao Diário que não estava bem e precisava dar uma resposta em campo para tirar o clube de situação difícil. Na campanha, ele também foi um dos responsáveis por manter o elenco unido mesmo com dois meses de salários atrasados – hoje, o grupo tem praticamente tudo quitado com a diretoria.

Único representante do São Caetano na seleção, Bruno Recife é uma das peças fundamentais da defesa azulina desde o começo do trabalho do técnico Luís Carlos Martins, em janeiro de 2015, na Série A-2 do Paulista e na Série D do Campeonato Brasileiro na última temporada. Experiente, além de atuar na defesa, também desempenhou papel no meio campo em algumas partidas, auxiliando na criação de jogadas.

Os prêmios aos indicados à seleção da Série A-2 devem ser entregues na segunda-feira, em local a ser divulgado amanhã. (colaborou Anderson Fattori) 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;