Fechar
Publicidade

Sábado, 24 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Em protesto, índios pedem apoio a demarcação de terras

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

03/05/2016 | 22:02


Grupo de aproximadamente 50 índios realizou protesto, na manhã de ontem, na Prefeitura de São Bernardo em busca de apoio do prefeito Luiz Marinho (PT) no processo de demarcação de terras da aldeia Tenondé Porã, localizada em Parelheiros, na Zona Sul da Capital, na divisa com o município do Grande ABC.

Os índios da etnia guarani chegaram ao local às 10h30 pintados e armados com arcos e flechas. Enquanto aguardavam a manifestação do prefeito, eles cantaram e dançaram em frente ao prédio do Executivo.

Segundo o cacique guarani Elias Honório, a região conhecida como Tenondé Porã, localizada ao lado da aldeia Krukutu, na divisa com o Riacho Grande, já foi reconhecida pela Funai (Fundação Nacional do Índio) em 2012. “Viemos procurar apoio do prefeito e queremos que isso seja feito de forma pública”, explicou enquanto tragava seu cachimbo.

O chefe do Executivo recebeu comissão de seis integrantes, eleita pelos índios, para analisar e assinar termo de apoio. “O prefeito interrompeu reunião para receber o povo indígena. Ele analisou o documento e o assinou”, explicou o secretário adjunto de Cultura, Evandro de Lima.

Assim que o cacique desceu com o documento assinado pelo prefeito, o grupo se reuniu para dançar e entoar canções. Por volta das 13h50 os índios deixaram o local. Chamou a atenção o fato de muitos indígenas gravarem a ação com celulares e câmeras digitais.

O processo de demarcação das terras indígenas depende de publicação de portaria do Ministério da Justiça. A aldeia está localizada em área de 15.969 hectares de terra, sendo 4.250 deles em São Bernardo e 3.000 no Parque Estadual da Serra do Mar.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em protesto, índios pedem apoio a demarcação de terras

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

03/05/2016 | 22:02


Grupo de aproximadamente 50 índios realizou protesto, na manhã de ontem, na Prefeitura de São Bernardo em busca de apoio do prefeito Luiz Marinho (PT) no processo de demarcação de terras da aldeia Tenondé Porã, localizada em Parelheiros, na Zona Sul da Capital, na divisa com o município do Grande ABC.

Os índios da etnia guarani chegaram ao local às 10h30 pintados e armados com arcos e flechas. Enquanto aguardavam a manifestação do prefeito, eles cantaram e dançaram em frente ao prédio do Executivo.

Segundo o cacique guarani Elias Honório, a região conhecida como Tenondé Porã, localizada ao lado da aldeia Krukutu, na divisa com o Riacho Grande, já foi reconhecida pela Funai (Fundação Nacional do Índio) em 2012. “Viemos procurar apoio do prefeito e queremos que isso seja feito de forma pública”, explicou enquanto tragava seu cachimbo.

O chefe do Executivo recebeu comissão de seis integrantes, eleita pelos índios, para analisar e assinar termo de apoio. “O prefeito interrompeu reunião para receber o povo indígena. Ele analisou o documento e o assinou”, explicou o secretário adjunto de Cultura, Evandro de Lima.

Assim que o cacique desceu com o documento assinado pelo prefeito, o grupo se reuniu para dançar e entoar canções. Por volta das 13h50 os índios deixaram o local. Chamou a atenção o fato de muitos indígenas gravarem a ação com celulares e câmeras digitais.

O processo de demarcação das terras indígenas depende de publicação de portaria do Ministério da Justiça. A aldeia está localizada em área de 15.969 hectares de terra, sendo 4.250 deles em São Bernardo e 3.000 no Parque Estadual da Serra do Mar.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;