Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O centenário da Rua Senador Flaquer

Completam-se 100 anos desde que a antiga Rua do Teatro...


Ademir Medici

02/05/2016 | 07:00


Completam-se 100 anos desde que a antiga Rua do Teatro, outrora Avenida 1, recebeu o nome de Rua Senador Flaquer, hoje centro financeiro e comercial importante de Santo André. A iniciativa partiu de indicação do vereador Godofredo Genofre e a data referencial da denominação é o 1º de maio de 1916, aniversário do senador Flaquer (Itu, 1-5-1854 – Santo André, 5-12-1924).

José Luiz Flaquer, professor e médico, deputado estadual e federal em várias legislaturas, senador estadual, foi a grande figura política do Grande ABC na primeira República, ao lado do irmão, Alfredo Luiz Flaquer, do coronel Oliveira Lima e do prefeito Saladino Cardoso Franco.

No 1-5-1916 senador Flaquer completava 62 anos. Participou animadamente dos festejos a ele dedicados e cuja cobertura ocupou os jornais paulistanos.

PROGRAMAÇÃO

- Houve missa em ação de graças na Igreja Matriz de Santo André, hoje mais conhecida como a igreja cor-de-rosa.

- Após a missa, o senador Flaquer foi saudado pelo vigário da paróquia, seu amigo padre Luiz Capra.

- Em praça pública, houve concerto pela Corporação Musical União Operária, quando um ramalhete de flores naturais foi oferecido ao homenageado.

- A Câmara Municipal de São Bernardo realizou sessão extraordinária especialmente para receber o retrato a óleo do senador Flaquer, pintado por Oscar Pereira da Silva, renomado pintor brasileiro. O retrato foi colocado na sala de sessões do Legislativo.

- Durante meia hora, o acadêmico de Direito Francisco A. Pereira Borges usou da palavra, discorrendo sobre a vida pública do senador Flaquer. Comovido, o homenageado agradeceu as homenagens, servindo-se champanhe.

- A sede da Câmara Municipal ficava na Vila de São Bernardo, mas as homenagens foram prestadas no Paço, provavelmente nos altos do edifício do futuro Nosso Bar, defronte à estação.

- Dali, o senador Flaquer, familiares, autoridades e convidados dirigiram-se à residência dos Flaquer, no fim da Rua Bernardino de Campos, ao lado do clube Brasil – o clube dos Flaquer –, mais ou menos onde está o restaurante do clube Primeiro de Maio, pouco abaixo.

- Na residência foi servido um jantar, seguido de baile até a manhã seguinte, 2 de maio.

- Durante todo o dia o senador Flaquer recebeu cartões, cartas e telegramas de felicitações, enviados por integrantes do governo, senadores, deputados, políticos, diretórios e particulares.

OS FLAQUER

Senador Flaquer receberia outras homenagens, em vida e pós-morte. A principal delas, sem dúvida, o busto inaugurado em 1-5-1932, no Centro de Santo André, Praça Embaixador Pedro de Toledo, mais conhecida por Largo da Estátua – e aqui a tradição popular trata o busto como estátua.

Os Flaquer escolheram Santo André como a sua cidade. O jazigo da família, onde está o senador, é o mais imponente do Cemitério da Saudade, na Vila Assunção.

Vários descendentes do senador Flaquer mantém residência em Santo André e Grande ABC. Danilo Flaquer, por exemplo, é um contato sempre presente. Como funcionário público de São Bernardo, atuando no Serviço Funerário, o amigo Danilo colabora com esta página Memória, em uma das seções mais lidas, a do obituário. Ele e o fiel escudeiro da Funerária, o também amigo Gilberto.

ACERVO

Ao lermos nos jornais de 100 anos atrás sobre o retrato a óleo do senador e a vasta correspondência recebida em 1916, ficamos a indagar onde tudo isso foi parar. Guardado à época, é possível que o material tenha sido preservado por familiares. Quem sabe, um dia, possa ser exposto no Museu Municipal Octaviano Gaiarsa, que fica exatamente na agora centenária Rua Senador Flaquer.

Diário há 30 anos

Quinta-feira, 1º de maio de 1986 – ano 28, nº 6122

Reencontro – Da coluna da Claudete Reinhart: naturais de Taquaritinga, no interior do Estado, que vivem no Grande ABC, realizam o sétimo encontro, no Restaurante São Judas Tadeu. Na coordenação, o andreense de coração, Gary Jesse Montenegro. Entre os presentes, o prefeito de Taquaritinga, Adail Nunes da Silva.

NOTA – A formação étnica do Grande ABC é múltipla. Temos habitantes que vieram de todos os recantos, do Estado, do País e do mundo. Por isso mantemos a seção Municípios Paulistas, aqui em Memória – e por que não pensar numa seção maior, Municípios Brasileiros?

No obituário – aqui e no Diário OnLine – fazemos questão de assinalar os nomes das cidades naturais de cada um dos nossos irmãos que se despedem. A grande maioria deles é sepultada nos cemitérios das sete cidades. Vejam o caso do senador Flaquer, natural de Itu e cuja família é originária da Espanha.

Sabemos de moradores que aqui mantém associações para não perderem raízes. Um exemplo: as famílias provenientes de Várzea Alegre, município cearense com pouco mais de 40 mil habitantes.

Localizamos, em uma das últimas pedreiras de Ribeirão Pires, vários trabalhadores provenientes de uma cidade baiana onde também trabalhavam com pedras, Santaluz. E assim por diante.

Em 2 de maio de...

1890 – Governador do Estado assina ato nomeando um conselho de intendência para governar o recém-criado município de São Bernardo, hoje Grande ABC: João Baptista de Oliveira Lima, José Del Zotto e Francisco José da Silva. Caberia ao Conselho dirigir o município até a eleição dos primeiros vereadores, o que ocorreria somente em 1892.

1916 – A polícia conseguiu prender um dos gatunos que andam operando, em Santo André, com o auxílio de chaves falsas nas casas das pessoas.

- A guerra. Do noticiário do Estadão: “A batalha de Verdun: ataque alemão repelido ao Norte de Mort-Homme.”

Santos do Dia

- Santo Atanásio (Egito, 296 – 373). Bispo de Alexandria durante 46 anos. Doutor da Igreja. O mais vigoroso combatente dos hereges arianos. A heresia ariana negava a divindade de Jesus Cristo.

Colaboração: padre Evaldo César de Souza, CSsR

- Zoé

- Germano

Municípios Paulistas

- Hoje é o aniversário de Guapiara, elevada a município em 1949, quando se separa da Capão Bonito; e Macaubal, elevada a município em 1949, quando se separa de Monte Aprazível. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

O centenário da Rua Senador Flaquer

Completam-se 100 anos desde que a antiga Rua do Teatro...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, acesse com:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;