Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Tradição de malhar Judas sobrevive no Grande ABC

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Comerciante produz boneco há 49 anos em Santo André; ex-presidente Lula foi o alvo da brincadeira


Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

27/03/2016 | 07:00


 Conforme a tradição, Sábado de Aleluia é dia de malhar Judas, o apóstolo que traiu Jesus Cristo. No Grande ABC a brincadeira é mantida pelo comerciante Vanderlei Vicente Ferreira, 61 anos, que confecciona bonecos para a data há 49 anos. A ação de destruir o personagem foi realizada ao meio-dia no Centro de Santo André.

Neste ano, o boneco foi caracterizado como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), envolvido em acusações de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. No ano passado, o boneco representou o traficante brasileiro preso e executado na Indonésia, Rodrigo Gularte.

De forma criativa, o boneco Judas também chamou a atenção para problemas do bairro, como a faixa de pedestres apagada entre a Travessa Lourenço Rondinelli e a Rua Coronel Fernando Prestes. “Não fico um ano sem fazer o boneco. Antigamente, havia muitas residências e crianças aqui no bairro, então era uma festa. Hoje a tradição está um pouco esquecida. A maioria dos jovens não conhece”, destacou Ferreira.

Entre os participantes da brincadeira estava o representante comercial Vandriano Sá Cavadinha, 34. Ele recorda que esperava ansiosamente pela data quando criança. Neste ano, o morador trouxe o filho Heitor, 2, para conhecer a tradição. “Antigamente, nós amarrávamos o Judas em uma corda e saíamos com ele pelo bairro todo. As crianças saiam atrás batendo no boneco. Dessa vez eu resolvi apresentar para o meu filho”, afirmou.

O aposentado Roberto Siqueira, 70, sempre soube da ação do amigo Ferreira, porém essa foi a primeira vez que ele resolveu ir até o local na data. “Gostei muito. A gente sabe que é uma brincadeira, mas é legal ver que ele conseguiu chamar a atenção para a atualidade.”

Embora a brincadeira esteja cada ano mais esvaziada, Ferreira destaca que não pretende parar com a ação. Só resta escolher o personagem para o próximo ano.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;