Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 3 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Após perder mais uma, Cuca resume situação do Palmeiras: 'Precisa mudar tudo'

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


21/03/2016 | 07:20


O início de trabalho do técnico Cuca no Palmeiras não está sendo como ele esperava. Após dois jogos e duas derrotas, o treinador admite que terá muito mais trabalho do que imaginava pela frente para colocar a equipe nos trilhos novamente. Ao mesmo tempo em que pede tempo para arrumar as coisas, o comandante palmeirense sabe que no futebol brasileiro essa espera nem sempre é respeitada pela diretoria dos clubes.

"Nossa atitude foi diferente do primeiro para o segundo tempo, mas ainda não foi o que a gente quer. A bola tem que ter mais rápida do meio para frente e não ter tanta ligação direta. Precisamos melhorar a pegada e a diminuição do espaço, mas preciso de tempo. Se estivesse tudo organizado, eu não teria vindo. Temos que mudar a atitude também", disse o treinador após a derrota por 2 a 1 para o Audax, em Osasco, pelo Paulistão, para em seguida resumir o que precisa ser feito: "Temos que mudar tudo".

Cuca ainda fez questão de assumir a responsabilidade pela derrota. "Tenho seis dias de trabalho que estou aqui e sei que tenho muito trabalho, até mais do que eu pensava ter. No futebol, tem que ter cuidado e preservar as coisas boas porque senão você também as perde. Tem que ter equilíbrio neste momento. Assumo a responsabilidade pela derrota e o Audax mereceu ganhar o jogo", analisou.

O comandante palmeirense contou que, embora peça tempo, sabe que o torcedor não tem essa calma e, por isso, terá de correr contra o relógio para não aumentar a pressão. "No futebol não existe isso (tempo), mas, sim, conquista de resultado. Hoje já tinha nego querendo me mandar para a China e eles tinham razão. Se eu vejo meu time perdendo duas seguidas em uma semana, eu também quero que o treinador vá embora. Espero que a atitude mude porque tivemos uma atitude diferente no segundo tempo contra o Nacional do Uruguai e diante do Audax, e espero ver essa postura em todo o jogo", analisou.

O elenco do Palmeiras volta aos treinos na tarde desta segunda-feira, na Academia de Futebol. O time volta a campo na quinta-feira, contra o Red Bull Brasil, às 20h30, no estádio do Pacaembu, pela 11ª rodada do Paulistão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;