Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Ex-primeira-dama Marisa Letícia é internada na Capital

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Paciente deu entrada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na tarde de ontem depois que sentiu mal-estar


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

17/03/2016 | 07:00


 A ex-primeira-dama Marisa Letícia, que também é investigada na Operação Lava Jato, deu entrada na tarde de ontem no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após sofrer mal-estar depois da divulgação de conversas telefônicas que sugerem que a presidente Dilma Rousseff (PT) teria agido para evitar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

De acordo com funcionários do hospital, a ex-primeira-dama deu entrada na unidade por volta das 17h, através da portaria do IEP (Instituto de Ensino e Pesquisa), prédio localizado nos fundos hospital.

Segundo informações, Marisa teria sido submetida a exame de tomografia ainda no período da noite e, na sequência, encaminhada para a ala mais nobre da unidade, localizada no prédio D.

Entretanto, por solicitação dos familiares, a presença de Marisa e também seu estado de saúde não foram confirmados oficialmente pelo hospital. Seguranças do local, inclusive, acompanharam de perto a presença da imprensa que esteve na unidade ontem.

Nos bastidores do Sírio-Libanês, a informação que corre é a de que a internação de Marisa teria sido também uma maneira encontrada para que a ex-primeira-dama se distanciasse dos recentes tumultos que tem vivenciado em sua residência, localizada em São Bernardo. O endereço tem sido alvo diário de manifestações entre militantes anti e pró-Lula.

 

INVESTIGAÇÃO

A ex-primeira-dama Marisa Letícia e um dos filhos do ex-presidente, Fábio Luís Lula da Silva, também são alvos de investigação da Operação Lava Jato. Ambos são acusados pelo MP-SP (Ministério Público de São Paulo) por lavagem de dinheiro, após serem citados como eventuais beneficiários do apartamento triplex do Guarujá.

O caso foi transferido na segunda-feira pela juíza Maria Priscilla Veiga de Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo, para a 13ª Vara Federal de Curitiba, para investigação do juiz federal Sérgio Moro.

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;