Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

UBS só agenda ultra-som para depois do parto


Andrea Catao Maziero
Da Redaçao

24/03/1999 | 18:30


A fila para exame de ultra-sonografia na UBS (Unidade Básica de Saúde) de Vila Palmares, em Santo André, é tao grande que as gestantes que estiveram no posto nesta quarta para marcá-lo só vao conseguir realizá-lo depois que o bebê nascer. É o caso da faxineira Rosilene Gomes da Silva, 26 anos. Grávida de 7 meses, ela desistiu de marcar a ultra-sonografia. "A médica que está fazendo o meu pré-natal me deu a guia para fazer o exame, só que pode demorar até 4 meses. Eu ainda nao fiz particular porque nao tenho R$ 35."

O mesmo acontece com a dona de casa Cleuza Maria Nicolau Vieira, 42. "Nao sei ainda se estou grávida de 6 ou 7 meses, porque nao consegui marcar a ultra-sonografia. Tenho medo de ter alguma complicaçao por causa da minha idade. Quando vim marcar a consulta com o médico, em dezembro, eu devia estar com 2 ou 3 meses de gestaçao, mas só consegui para fevereiro."

A gerente de Saúde Sônia Oliveira Barbosa disse que os exames de ultra-sonografia de rotina sao marcados com uma demora de até um mês. "Nao é verdade dizer que demoram 4 meses. Eu vou checar pessoalmente o que aconteceu nesses casos, porque isso nunca aconteceu", disse.

A diarista Luzia de Paula, 40, está grávida de 6 meses e só conseguiu marcar a ultra-sonografia para abril. "Eu marquei o exame no início de janeiro. Quando desconfiei que estava grávida, em novembro, só tinha consulta para janeiro", disse.

De acordo com o obstetra do Hospital e Maternidade Neomater Jorge Naufal, a gestante deve visitar o especialista uma vez por mês. A partir do 7º mês, sao necessárias visitas com intervalos de 15 ou 20 dias. Para pacientes acima de 35 anos, o acompanhamento deve ser mais freqüente, pois a gravidez é considerada de alto risco. Ele considera necessário o acompanhamento feito por meio da ultra-sonografia. Segundo Naufal, o exame é importante para diagnosticar casos de aborto retido, placenta prévia (que pode dar complicaçoes durante o parto), descolamento de placenta, entre outros problemas.

Devido ao atendimento às gestantes ser deficiente, muitos usuários da unidade da Palmares acabam procurando os postos de saúde de Sao Caetano. A pensionista M. I.F., 48, disse que é obrigada a mentir o endereço para passar pelas unidades da cidade vizinha. "Vou para Sao Caetano porque as consultas sao marcadas em uma semana. No ano passado, meu filho precisou de internaçao e eu menti o endereço para que ele ficasse no Hospital Marcia Braido. Se em Santo André tivesse um bom atendimento, eu nao teria feito isso."

"A falta de médicos será resolvida depois do concurso público", disse a gerente de Saúde. Sônia informou que o posto contava com dois ginecologistas, mas um deles pediu demissao há duas semanas. Portanto, a unidade conta apenas com um profissional no período da manha. Ela acrescentou que a unidade também contava com três pediatras. Uma delas está de licença. "Nós ficamos por 22 dias apenas com uma pediatra, porque, além da que está grávida, tivemos uma que quebrou o pé, mas que já voltou a trabalhar." Sônia disse que o agendamento deve melhorar com a contrataçao de novos médicos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;