Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sidão promete reforma administrativa


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

09/02/2011 | 07:11


Há pouco mais de um mês à frente da Câmara de São Caetano, o presidente Sidão da Padaria (PSB) promete mudanças significativas nos próximos meses, principalmente na parte administrativa. A intenção do socialista é promover plano de cargos e salários ao funcionalismo, concurso público, além de criação e extinção de funções.

O parlamentar prevê que a intervenção nos quadros ajudará o Legislativo "a nascer de novo". "Os detalhes ainda não tenho, mas desenhamos o projeto e está tomando corpo. Como eu tenho o quadro da administração antiga, com vários cargos que não se usam mais, vamos ter de extinguir alguns e criar outros que não estão previstos, como ascensorista (são cinco elevadores), gerente de informática, zelador do prédio e chefe de tráfego para administrar a frota."

Com a concepção de algumas funções, o comandante da Casa visa adequar normas no intuito de dar mais transparência aos gastos. "Agreguei o assunto automóvel em uma pessoa responsável por controlar quilometragem, percurso e combustível. Não é moralização, mas são novas normas que antes não existiam. Adequações ao momento em que a gente vive, no qual todos pedem trabalho consciente no setor público."

Segundo Sidão, a ideia é reduzir a folha de pagamento, mesmo com a realização de concurso público, previsto para janeiro de 2012. Atualmente, os salários correspondem a 60% do orçamento anual, de R$ 32 milhões. "Vamos contratar o que for necessário com o compromisso de cair a folha de pagamento. O último concurso foi há dez anos. Temos de valorizar os profissionais daqui. Com isso acho que vou conseguir marcar passagem de forma tranquila, cumprindo minha obrigação." O vereador diz que hoje tem menos repasse (6% da receita) e menos arrecadação, deixando de arrecadar R$ 1 milhão.

Sidão diz que pretende dar a essa administração uma nova cara, com nível profissional, como se fosse empresa. "Tive cuidado com as nomeações e contratações de pessoas com currículo e não grau de parentesco ou amizade. Queremos elevar o nível do profissional e corrigir algumas injustiças." Ele garante que não há problema com os demais parlamentares devido a não recontratação de antigos funcionários, já que anteriormente explicou a necessidade de cada ação. "É claro que sempre há conversas, mas sem pressão ou manifestações contrárias, nada no pejorativo. Todos entenderam que é uma nova fase da Câmara, sem favorecimento."

 

PEC DOS VEREADORES

Segundo o presidente da Casa, o debate sobre o aumento no número de cadeiras legislativas, projetado para acontecer em 2013, ainda não foi travado e será discutido também com as agremiações partidárias. "Acho que 15 vereadores para mim seriam o ideal, de bom tamanho. A estrutura da Câmara receberia sem precisar de muita mudança, mas quem decide é o colegiado de parlamentares."

O município conta hoje com 12 parlamentares e, de acordo com a PEC dos Vereadores, pode chegar a 19 cadeiras. "Se tiver 19, teremos que abrir o 4º andar do prédio. Não temos o espaço físico no momento."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;