Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

O Cabra traz cenário futurista ao sertão

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Luis Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

09/02/2011 | 07:00


 O sertão acaba de chegar ao futuro. Misturando aventura, ação e ficção científica, o quadrinista Flávio Luiz apresenta uma versão nada convencional da figura do cangaceiro na graphic novel O Cabra (Papel A2 Editora, R$ 38, 56 páginas).
A HQ traz o mito do justiceiro sertanejo a um universo capaz de unir características da saga Star Wars com enredo de contos envolvendo o icônico Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião - principal inspiração para a história.
O roteiro acompanha as ações de Severino, fora da lei que vive em mundo pós-apocalíptico. Como se previa na música, o medo do mar virar sertão se confirmou. Ele deseja se vingar dos responsáveis por matar o bando do qual fazia parte no dia de seu casamento. A raiva do personagem é tamanha que sua única certeza é de que não vai sobrar um para contar o que aconteceu na cidade de Sanfônia.EM
"O trabalho de um universo que mistura a realidade fantástica de obras como Saramandaia, ou O Bem Amado e a cultura pop de um Mad Max. É um disparo único", tenta explicar o quadrinista Marcelo Campos, que assina a apresentação da obra.
A grande sacada do autor é reinventar essa parcela da cultura regional brasileira. Pensando em deixar a ideia mais atrativa para o atual público adulto, nada mais comum do que reunir vertentes tão distantes como as ações no sertão e as aventuras futurísticas. Não deixa de ser divertido observar Severino munido de sua peixeira afiada pilotando uma moto. É preciso ficar atento ao modo como certos termos populares estão escritos, bem mais próximos da maneira como são falados.
Outra influência notada é a do cinema. As ilustrações feitas por Flávio Luiz lembram muitas cenas de filmes e a capa remete às artes vistas em pôsteres espalhados pelo lado de fora das salas.
O autor deixa de lado a temática infantil e monótona de Aú, livro lançado em 2008, para trazer ação em meio a questões como traição, vingança e romance.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;