Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Diretor da RFI pede demissão após chamar Israel de 'Estado racista'


Da AFP

18/10/2004 | 14:22


Um dos principais diretores da RFI (Rádio França Internacional) apresentou seu pedido de demissão nesta segunda-feira, dias depois de ter chamado Israel de "Estado racista", uma atitude criticada pelo Ministério das Relações Exteriores, associações judias e meios de comunicação.

Alain Menargues, que também pediu demissão do cargo de vice-presidente da RMC Oriente Médio (RFI em árabe), fez as polêmicas declarações durante a apresentação de seu último livro, ‘O muro de Sharon’.

"Vocês dizem que Israel é um Estado democrático. Permitam-me dizer também que é sobretudo um Estado racista (...) São os cidadãos israelenses que têm esta nacionalidade, mas a nacionalidade se decide em termos de religião. A lei do retorno só afeta os judeus. Qual é a base do sionismo? Fazer um Estado só para judeus", declarou.

Organizações judias da França, a diplomacia e sua própria redação repudiaram essa atitude do jornalista, que deu declarações parecidas em várias entrevistas a diversos meios de comunicação.

A associação judaica com sede na França ‘B'nai B'rith’ classificou as declarações de "anti-semitas" e pediu ao jornalista que se desculpasse publicamente, já que suas palavras "incitavam o ódio racista".

No dia 15 de outubro, a diplomacia francesa considerou "inaceitáveis" as declarações de Menargues, 57 anos, especialista em Oriente Médio e nomeado subdiretor-geral da RFI em julho.

"Mais uma vez, as associações de defesa de Israel fazem essa ligação e pensam que os comentários sobre a lei política sionista são fruto do racismo ou do anti-semitismo", defendeu-se Menargues. Segundo ele, "Israel é um país como os outros e deve ser criticado".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;