Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 29 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA querem congelar contas de supostos terroristas na Europa


Da AFP

18/10/2002 | 11:43


Os Estados Unidos enviarão um emissário à Europa com a missão de congelar as contas bancárias de empresários e banqueiros sauditas acusados de financiar a organização terrorista Al-Qaeda, informa a edição desta sexta-feira do Washington Post.

O departamento de inteligência americano identificou cerca de 12 pessoas, na maioria sauditas, que supostamente fornecem apoio econômico à rede Al-Qaeda.

O subsecretário do Tesouro, Jimmy Gurule, disse que vai começar no domingo uma viagem de seis dias à Europa para buscar mais informação sobre esses alvos que "serão qualificados de terroristas financeiros e terão as contas congeladas".

Gurule disse que os Estados Unidos querem que a "União Européia tome medidas".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA querem congelar contas de supostos terroristas na Europa

Da AFP

18/10/2002 | 11:43


Os Estados Unidos enviarão um emissário à Europa com a missão de congelar as contas bancárias de empresários e banqueiros sauditas acusados de financiar a organização terrorista Al-Qaeda, informa a edição desta sexta-feira do Washington Post.

O departamento de inteligência americano identificou cerca de 12 pessoas, na maioria sauditas, que supostamente fornecem apoio econômico à rede Al-Qaeda.

O subsecretário do Tesouro, Jimmy Gurule, disse que vai começar no domingo uma viagem de seis dias à Europa para buscar mais informação sobre esses alvos que "serão qualificados de terroristas financeiros e terão as contas congeladas".

Gurule disse que os Estados Unidos querem que a "União Européia tome medidas".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;