Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Frota de motos atinge 5,4 milhões de unidades no país em março



19/04/2006 | 00:25


A frota brasileira de motocicletas mais que dobrou nos últimos cinco anos. Rodam pelo País hoje aproximadamente 5,4 milhões de motos, quase metade delas seminovas, com até três anos de uso. Em 2000, beirava a 2,5 milhões a quantidade de motos em circulação. No mesmo período, a frota nacional de automóveis e caminhões cresceu 15,6%, para 23,2 milhões de unidades.

Baixas prestações e alternativa ao trânsito pesado das grandes cidades são as principais justificativas para o crescimento acelerado do mercado de duas rodas, dizem analistas. De acordo com pesquisa recém concluída pelo Sindipeças (Sindicato Nacional dos Fabricantes de Autopeças), 56% das motos em circulação são de modelos com 105 a 135 cilindradas. Versões com 150 a 200 cilindradas correspondem a 18% da frota e as de 50 a 100 a 16%. As motocicletas acima destas potências, respondem por 3% do total. "É um meio de transporte mais popular, mais barato", o pesquisador do Sindipeças, Sven Dinklage.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Frota de motos atinge 5,4 milhões de unidades no país em março


19/04/2006 | 00:25


A frota brasileira de motocicletas mais que dobrou nos últimos cinco anos. Rodam pelo País hoje aproximadamente 5,4 milhões de motos, quase metade delas seminovas, com até três anos de uso. Em 2000, beirava a 2,5 milhões a quantidade de motos em circulação. No mesmo período, a frota nacional de automóveis e caminhões cresceu 15,6%, para 23,2 milhões de unidades.

Baixas prestações e alternativa ao trânsito pesado das grandes cidades são as principais justificativas para o crescimento acelerado do mercado de duas rodas, dizem analistas. De acordo com pesquisa recém concluída pelo Sindipeças (Sindicato Nacional dos Fabricantes de Autopeças), 56% das motos em circulação são de modelos com 105 a 135 cilindradas. Versões com 150 a 200 cilindradas correspondem a 18% da frota e as de 50 a 100 a 16%. As motocicletas acima destas potências, respondem por 3% do total. "É um meio de transporte mais popular, mais barato", o pesquisador do Sindipeças, Sven Dinklage.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;