Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Força é a marca de vítima da chuva


Vanessa de Oliveira
Do Diário do Grande ABC

19/02/2016 | 07:00


Maria Ivaneide Gomes de Sousa, 46 anos, moradora do Jardim Oratório, em Mauá, é uma mulher de força. Não só por conter a violência da água do temporal de quarta-feira, como mostra a sequência de fotos que estampou a capa da edição de ontem do Diário, mas pela luta diária para cuidar de sua família: duas filhas, que criou sozinha, e quatro netos.

Na ocasião da imagem, registrada na Rua José Carlos da Silva, ela improvisava contenção para que a água não invadisse seu barraco de dois cômodos, que teve o muro destruído durante tempestade na madrugada de terça-feira. Perdera, inclusive, o primeiro dia de trabalho, na Capital, como auxiliar de limpeza. “Liguei para o chefe e expliquei que não poderia deixar minha família correndo risco”, contou ela, lamentando a falta de infraestrutura do local, que não tem asfalto e é repleto de crateras.

As dificuldades da vida não tiram sua garra. “Deus dá força. A gente não pode cruzar os braços, tem que lutar.”

Segundo a Prefeitura de Mauá, a Rua José Carlos da Silva, juntamente com as vias Maranguape e Barreirinha, estão inseridas no projeto de urbanização do Jardim Oratório, que está sendo executado com recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal. Não foram informados prazos. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;