Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Clooney prepara-se para enfrentar Mel Gibson


Do Diário do Grande ABC

14/05/2000 | 15:55


Nao é à toa que George Clooney enfrentará Mel Gibson na concorridíssima temporada de verao americano - a partir de julho, Gibson entra em cartaz com "The Patriot" e Clooney, com "The Perfect Storm". Em sua passagem por Cannes, o ator que despontou no papel de Dr. Ross da série "Plantao Médico" provou ter fôlego suficiente para enfrentar o superastro nas bilheterias. Clooney já entrou para o hall de celebridades que atraem multidoes. Pelo menos foi isso que ele fez ontem à noite no boulevard de la Croisette.

O primeiro grande nome de Hollywood a pisar na Riviera Francesa nesta 53ª ediçao do festival de cinema, Clooney levantou o público de quase mil pessoas que o esperava na entrada do Palácio dos Festivais.

Simpático, ele fez gracinhas, brincando principalmente com os fotógrafos, em sua passagem pelo tapete vermelho que dá acesso ao Grand Théâtre Lumière. Foi neste auditório, o de maior prestígio do palácio, que foi exibido "Brother, Where Art Thou?'', filme protagonizado por Clooney que concorre à Palma de Ouro deste ano.

Na produçao dirigida por Joel Coen, Clooney interpreta um prisioneiro que foge de penitenciária do Mississippi durante a Depressao. Nessa versao moderna de "A Odisséia dos irmaos Coen" (Ethan se encarrega da produçao e ambos assinam o roteiro), o ator ganha um quê de Clark Gable. Ele usa dentes postiços e, com o cabelo um pouco mais comprido, ostenta um leve topete à base de brilhantina.

"A semelhança com Gable é acidental. Mas, se quiserem culpar alguém, culpem os Coen. É tudo culpa deles'', disse o ator, que revelou muito bom humor durante a coletiva de imprensa. Ele fazia piadas, imitava pessoas e nao levava qualquer pergunta a sério. "Durante a filmagem tentei fazer tudo o que o John Turturro fazia'', disse, ao responder como se aproximou do personagem Ulysses - que contracena com Turturro e Tim Blake Nelson na trama.

Com relaçao ao clássico literário, ele afirmou que só leu o título por causa do filme. "Mesmo assim, foi difícil. O livro é muito longo'', contou Clooney, cujo personagem chega a cantar em "Brother, Where Art Thou". "Eu mesmo fiz a gravaçao em estúdio'', contou, orgulhoso. "Só que nao entrou no filme'', revelou em seguida.

Ao ser questionado sobre "Plantao Médico" (em exibiçao no Canal Sony), Clooney disse nao se arrepender de ter desistido do seriado após cinco anos de contrato. "Nao sinto falta da série, mas sim das pessoas.

Eu os vejo de vez em quando.'' Ele afirmou nao ter mais interesse no formato seriado. "Passei muitos dias da minha vida metido em estúdio de TV'', contou, referindo aos quase dez anos que trabalhou para Warner, em séries como "The Facts of Life", "Roseanne", "Sunset Beat", "Baby Talk" e "Sisters" - sempre em papéis secundários. "Agora, ando ocupado demais para isso'', disse, com ar malicioso. "Afinal, preciso bater Mel Gibson'', brincou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Clooney prepara-se para enfrentar Mel Gibson

Do Diário do Grande ABC

14/05/2000 | 15:55


Nao é à toa que George Clooney enfrentará Mel Gibson na concorridíssima temporada de verao americano - a partir de julho, Gibson entra em cartaz com "The Patriot" e Clooney, com "The Perfect Storm". Em sua passagem por Cannes, o ator que despontou no papel de Dr. Ross da série "Plantao Médico" provou ter fôlego suficiente para enfrentar o superastro nas bilheterias. Clooney já entrou para o hall de celebridades que atraem multidoes. Pelo menos foi isso que ele fez ontem à noite no boulevard de la Croisette.

O primeiro grande nome de Hollywood a pisar na Riviera Francesa nesta 53ª ediçao do festival de cinema, Clooney levantou o público de quase mil pessoas que o esperava na entrada do Palácio dos Festivais.

Simpático, ele fez gracinhas, brincando principalmente com os fotógrafos, em sua passagem pelo tapete vermelho que dá acesso ao Grand Théâtre Lumière. Foi neste auditório, o de maior prestígio do palácio, que foi exibido "Brother, Where Art Thou?'', filme protagonizado por Clooney que concorre à Palma de Ouro deste ano.

Na produçao dirigida por Joel Coen, Clooney interpreta um prisioneiro que foge de penitenciária do Mississippi durante a Depressao. Nessa versao moderna de "A Odisséia dos irmaos Coen" (Ethan se encarrega da produçao e ambos assinam o roteiro), o ator ganha um quê de Clark Gable. Ele usa dentes postiços e, com o cabelo um pouco mais comprido, ostenta um leve topete à base de brilhantina.

"A semelhança com Gable é acidental. Mas, se quiserem culpar alguém, culpem os Coen. É tudo culpa deles'', disse o ator, que revelou muito bom humor durante a coletiva de imprensa. Ele fazia piadas, imitava pessoas e nao levava qualquer pergunta a sério. "Durante a filmagem tentei fazer tudo o que o John Turturro fazia'', disse, ao responder como se aproximou do personagem Ulysses - que contracena com Turturro e Tim Blake Nelson na trama.

Com relaçao ao clássico literário, ele afirmou que só leu o título por causa do filme. "Mesmo assim, foi difícil. O livro é muito longo'', contou Clooney, cujo personagem chega a cantar em "Brother, Where Art Thou". "Eu mesmo fiz a gravaçao em estúdio'', contou, orgulhoso. "Só que nao entrou no filme'', revelou em seguida.

Ao ser questionado sobre "Plantao Médico" (em exibiçao no Canal Sony), Clooney disse nao se arrepender de ter desistido do seriado após cinco anos de contrato. "Nao sinto falta da série, mas sim das pessoas.

Eu os vejo de vez em quando.'' Ele afirmou nao ter mais interesse no formato seriado. "Passei muitos dias da minha vida metido em estúdio de TV'', contou, referindo aos quase dez anos que trabalhou para Warner, em séries como "The Facts of Life", "Roseanne", "Sunset Beat", "Baby Talk" e "Sisters" - sempre em papéis secundários. "Agora, ando ocupado demais para isso'', disse, com ar malicioso. "Afinal, preciso bater Mel Gibson'', brincou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;