Fechar
Publicidade

Domingo, 18 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ex-presidente da Tunísia é condenado à prisão perpétua



01/05/2013 | 01:27


Um tribunal da Tunísia condenou o ex-presidente do país Zine El Abidine Ben Al à prisão perpétua em um julgamento feito à revelia. Esta foi a terceira condenação do ex-presidente desde que ele foi retirado do poder em janeiro de 2011.

 

A agência de notícias estatal TAP disse que ele foi julgado pela morte de um manifestante e ferimentos a outros dois durante a repressão aos ativistas na cidade de Sfax, no sul do país.

 

Ben Ali foi viver em exílio na Arábia Saudita, onde ele fugiu em meio ao levante que derrubou seu regime após 23 anos no poder.

 

O ex-ministro do Interior, Rafik Belhaj Kacem, que estava presente no julgamento, foi condenado a 10 anos de prisão pelo caso.

 

Ben Ali havia sido condenado à prisão perpétua em junho e em julho do ano passado por repressão a manifestantes em Túnis, capital da Tunísia, e no noroeste do país. As informações são da Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ex-presidente da Tunísia é condenado à prisão perpétua


01/05/2013 | 01:27


Um tribunal da Tunísia condenou o ex-presidente do país Zine El Abidine Ben Al à prisão perpétua em um julgamento feito à revelia. Esta foi a terceira condenação do ex-presidente desde que ele foi retirado do poder em janeiro de 2011.

 

A agência de notícias estatal TAP disse que ele foi julgado pela morte de um manifestante e ferimentos a outros dois durante a repressão aos ativistas na cidade de Sfax, no sul do país.

 

Ben Ali foi viver em exílio na Arábia Saudita, onde ele fugiu em meio ao levante que derrubou seu regime após 23 anos no poder.

 

O ex-ministro do Interior, Rafik Belhaj Kacem, que estava presente no julgamento, foi condenado a 10 anos de prisão pelo caso.

 

Ben Ali havia sido condenado à prisão perpétua em junho e em julho do ano passado por repressão a manifestantes em Túnis, capital da Tunísia, e no noroeste do país. As informações são da Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;