Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Começa mais uma audiência do processo contra Saddam Hussein


Da AFP

12/06/2006 | 10:35


O Alto Tribunal Penal iraquiano deu início ao meio-dia desta segunda-feira (hora local) a mais uma audiência do julgamento do ex-ditador Saddam Hussein e dos co-acusados do massacre de Dujail, nos anos 80.

Todos os acusados estavam presentes na sala de audiência. O ex-ditador e sete acusados são julgados pelo massacre de 148 xiitas após um ataque contra o comboio presidencial em 1982, na localidade de Dujail, a norte de Bagdá.

O tribunal decidiu em 5 de junho adiar o julgamento para esta segunda-feira para que a defesa pudesse encontrar novas testemunhas. O juiz Rauf Rachid Abdel Rahman acusou então os advogados de estender sem necessidade o processo.

"Fazem o tribunal perder um tempo precioso quando não apresentam suas testemunhas no tempo certo", disse, na presença de 57 testemunhas na corte.

O julgamento, que começou em 19 de outubro de 2005, pode terminar no fim de junho e o veredicto deve ser comunicado durante o verão (boreal), segundo um responsável americano que pediu anonimato.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Começa mais uma audiência do processo contra Saddam Hussein

Da AFP

12/06/2006 | 10:35


O Alto Tribunal Penal iraquiano deu início ao meio-dia desta segunda-feira (hora local) a mais uma audiência do julgamento do ex-ditador Saddam Hussein e dos co-acusados do massacre de Dujail, nos anos 80.

Todos os acusados estavam presentes na sala de audiência. O ex-ditador e sete acusados são julgados pelo massacre de 148 xiitas após um ataque contra o comboio presidencial em 1982, na localidade de Dujail, a norte de Bagdá.

O tribunal decidiu em 5 de junho adiar o julgamento para esta segunda-feira para que a defesa pudesse encontrar novas testemunhas. O juiz Rauf Rachid Abdel Rahman acusou então os advogados de estender sem necessidade o processo.

"Fazem o tribunal perder um tempo precioso quando não apresentam suas testemunhas no tempo certo", disse, na presença de 57 testemunhas na corte.

O julgamento, que começou em 19 de outubro de 2005, pode terminar no fim de junho e o veredicto deve ser comunicado durante o verão (boreal), segundo um responsável americano que pediu anonimato.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;