Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Record estréia nova novela das sete


Ana Carolina Rodrigues
Do Diário do Grande ABC

17/07/2006 | 08:01


Depois do sucesso de Prova de Amor, que se despede hoje do público após ficar mais de oito meses no ar e registrar a maior audiência da história das novelas da Record desde a Escrava Isaura, estréia amanhã Bicho do Mato, a nova trama das sete da emissora.

Escrita por Cristianne Fridman e Bosco Brasil, o folhetim lembra um pouco um dos maiores sucessos da TV nacional, a novela Pantanal, de Benedito Ruy Barbosa, exibida originalmente em 1990 pela extinta Manchete.

A principal semelhança com a produção que desbancou a Globo durante nove meses é o fato de boa parte das gravações iniciais terem como cenário as exuberantes paisagens do Pantanal-Matogrossense. Soma-se a isso a presença dos músicos/atores Sérgio Reis e Almir Sater, que deram vida a uma dupla de violeiros na trama do passado, e a sonoridade parecida de Juba, nome do protagonista de Bicho do Mato, com Juma, a moça que virava onça e a cabeça de muito marmanjo à época.

Com 50 atores no elenco e 20 capítulos gravados, Bicho do Mato trará para a tela da Record a história de Juba (André Bankoff), rapaz criado em meio à natureza do Pantanal. Quando a aldeia em que vive é ameaçada pelo conflito de terras e pelo garimpo, o pai do jovem (Jairo Mattos) é assassinado em uma emboscada e Juba é obrigado a ir para a cidade grande, no caso o Rio, para vingar a morte do pai.

Além de enfrentar as dificuldades do choque cultural que se instala em sua vida, ele acaba encontrando o verdadeiro amor nos braços de Cecília, vivida por Renata Dominguez.

Com cada capítulo orçado em cerca de R$ 150 mil e três cotas de patrocínio vendidas, Bicho do Mato entra na grade da emissora com a responsabilidade de manter a boa audiência e o sucesso conquistado por sua antecessora. Mas isso parece não ser problema.

Para Cristianne Fridman, autora da novela, o público pode esperar uma novela encantadora. “É uma trama que tem aventura, romance, humor e drama. A busca de Juba por justiça pelo assassinato do pai se entrelaça com o romance dele com Cecília. Temos ainda personagens cômicos como Maurinho (Castrinho), um delegado medroso e vaidoso. Na cidade, Vanda (Regina Maria Dourado) e Túlio (Ewerton de Castro) formam um casal fogoso e muito animado. Temos também a trama de um casal de advogados bem-sucedido que decide ter um filho, mas não consegue. Enfim, um cardápio bem variado”, explica Cristianne.

Experiente em escrever para a televisão – a autora atuou como co-autora e colaboradora em tramas como Coração de Estudante, Malhação e Carga Pesada, todas da Globo, e em Essas Mulheres, já na Record –, Cristianne conta que está envolvida com Bicho do Mato desde o ano passado. “A história começou a ser escrita em dezembro e foi entregue em janeiro deste ano. A idéia de fazer Bicho do Mato veio por intermédio de um convite de Tiago Santiago, que atua como supervisor da novela”.

Livremente inspirada em argumento de Chico de Assis, a nova atração, segundo a autora, despertará nos telespectadores a lembrança de antigos hábitos. “O contraste de Juba com os personagens da cidade é uma espécie de despertador para todos nós que, na correria do dia a dia, deixamos para trás alguns valores. Todos, na cidade ou no campo, possuem um Juba dentro de si. É a solidariedade, a simplicidade, a verdade de cada um. Não vamos falar de um Tarzan, um caipira, que se deslumbra com a cidade. O Juba modifica os sentimentos e a maneira que as pessoas vivem”.

Sem muito tempo para acompanhar pessoalmente as gravações da novela, Cristianne se diz satisfeita com a parceria com o diretor geral da trama, Edson Spinello. “Nós conversamos diariamente e a troca tem sido muito positiva. Quando vi as primeiras imagens gravadas fiquei maravilhada”. O ator Roberto Bomtempo e César Rodrigues também assinam a direção de Bicho do Mato.

Sem esconder a alegria de estar à frente de um projeto do porte da estréia – no elenco comparecem nomes de peso como Beatriz Segal, Jonas Bloch, Ana Beatriz Nogueira, Bia Seidl – , a autora derrete-se ao falar da estréia. “É muito bom saber que quando a gente escreve na madrugada, sozinha, rindo, chorando, amando e se emocionando todos esses sentimentos são recebidos por outras pessoas com a mesma emoção. Novela é como filho. A gente sempre quer que os outros achem bonito, engraçadinho e divertido. Acho que o bicho vai pegar”, conclui.

Prova de Amor – Depois de 229 capítulos, a trama de Tiago Santiago termina hoje com a revelação da identidade do assassino de Lopo (Leonardo Vieira) e um saldo para lá de positivo para a Record. Além da boa audiência, que tem mantido a média de 23 pontos, a novela inovou ao apresentar ao público dois finais interativos (a princípio seriam cinco, mas a direção de teledramaturgia voltou atrás da decisão semanas depois de anunciar a novidade).

Além disso, segundo Santiago, a abordagem do tema crianças desaparecidas, que contava com depoimentos reais de mães, resultou na localização de quatro crianças.


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;