Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Reservas da China caem US$ 99,469 bi em janeiro, para menor nível em 3 anos



07/02/2016 | 01:21


As reservas internacionais da China encolheram pelo terceiro mês consecutivo em janeiro, cedendo ao menor nível em mais de três anos, segundo dados do Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) divulgados neste domingo.

As reservas recuaram US$ 99,469 bilhões ante dezembro, para US$ 3,231 trilhões, com recursos que continuam deixando a segunda maior economia do mundo em meio ao aumento da desconfiança dos investidos com a saúde econômica chinesa e diante da probabilidade de maior depreciação do yuan.

A queda se segue à baixa recorde de US$ 107,9 bilhões das reservas em moeda estrangeira de Pequim em dezembro, quando o PBoC gastou quantidades substanciais de dólares para apoiar o yuan em meio aos temores sobre a desaceleração da economia da China e com o aumento de juros pelos Estados Unidos. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Reservas da China caem US$ 99,469 bi em janeiro, para menor nível em 3 anos


07/02/2016 | 01:21


As reservas internacionais da China encolheram pelo terceiro mês consecutivo em janeiro, cedendo ao menor nível em mais de três anos, segundo dados do Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) divulgados neste domingo.

As reservas recuaram US$ 99,469 bilhões ante dezembro, para US$ 3,231 trilhões, com recursos que continuam deixando a segunda maior economia do mundo em meio ao aumento da desconfiança dos investidos com a saúde econômica chinesa e diante da probabilidade de maior depreciação do yuan.

A queda se segue à baixa recorde de US$ 107,9 bilhões das reservas em moeda estrangeira de Pequim em dezembro, quando o PBoC gastou quantidades substanciais de dólares para apoiar o yuan em meio aos temores sobre a desaceleração da economia da China e com o aumento de juros pelos Estados Unidos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;