Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Azulão e São Paulo buscam auto-afirmação hoje no Morumbi


Marco Borba
Do Diário do Grande ABC
Com Agências

07/02/2008 | 07:00


São Caetano e São Paulo se enfrentam hoje, às 19h30, no Morumbi, em busca da auto-afirmação no Campeonato Paulista. Ambos vivem momentos distintos e ainda não apresentaram, admitem os próprios técnicos, o que os torcedores esperam do atual campeão brasileiro e do campeão paulista de 2004.

O Tricolor, em situação mais confortável no torneio, tem o consolo de ser o único invicto após seis rodadas. Por outro lado, lida com o drama da baixa performance de seu ataque, que marcou apenas sete gols em seis jogos – o pior desempenho do clube no torneio nesta década. Em edições anteriores, na década de 1990, marcou mais de dez no mesmo número de jogos.

O São Caetano também busca o equilíbrio para deixar de ser um time instável. Perdeu três, venceu duas, empatou uma e está colado na linha do rebaixamento. É o 16º colocado, com sete pontos. Marcou somente sete gols e já levou 11.

“Conversamos muito sobre isso nos últimos dias. O time tem tomado muitos gols. Os jogadores têm qualidade, mas falta aliar isso a outras coisas, como força e disposição”, disse o técnico Amauri Knevitz. Ele não adianta o que pretende fazer para superar o Tricolor, mas deve mudar a defesa, com a entrada de Neto no lugar de Kléber e Tico no de Fábio Luís, no ataque. O meia Canindé substitui Rafinha, que não poderá atuar por causa de um acordo entre as equipes.

No São Paulo, além do elenco reduzido, Muricy Ramalho terá de administrar o fato de não poder usar na partida os volantes Richarlyson e Hernani (ambos na seleção), e o lateral-direito Joilson, suspenso, além do zagueiro Juninho e dos atacantes Dagoberto e Aloísio, que se recuperam de lesão.

“Temos, no máximo, 20 jogadores. Estou vendo se encontro algum atleta nas categorias de base que possa ser utilizado”, disse Muricy.

Para o lugar de Joilson, o treinador conta com a volta do lateral equatoriano Reasco, que retorna ao time após grave lesão no ano passado.

No meio-campo Muricy deve usar o volante Zé Luís (ex-São Caetano), que também volta depois de uma lesão na coluna cervical. No ataque, Borges é a opção ao lado de Adriano.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Azulão e São Paulo buscam auto-afirmação hoje no Morumbi

Marco Borba
Do Diário do Grande ABC
Com Agências

07/02/2008 | 07:00


São Caetano e São Paulo se enfrentam hoje, às 19h30, no Morumbi, em busca da auto-afirmação no Campeonato Paulista. Ambos vivem momentos distintos e ainda não apresentaram, admitem os próprios técnicos, o que os torcedores esperam do atual campeão brasileiro e do campeão paulista de 2004.

O Tricolor, em situação mais confortável no torneio, tem o consolo de ser o único invicto após seis rodadas. Por outro lado, lida com o drama da baixa performance de seu ataque, que marcou apenas sete gols em seis jogos – o pior desempenho do clube no torneio nesta década. Em edições anteriores, na década de 1990, marcou mais de dez no mesmo número de jogos.

O São Caetano também busca o equilíbrio para deixar de ser um time instável. Perdeu três, venceu duas, empatou uma e está colado na linha do rebaixamento. É o 16º colocado, com sete pontos. Marcou somente sete gols e já levou 11.

“Conversamos muito sobre isso nos últimos dias. O time tem tomado muitos gols. Os jogadores têm qualidade, mas falta aliar isso a outras coisas, como força e disposição”, disse o técnico Amauri Knevitz. Ele não adianta o que pretende fazer para superar o Tricolor, mas deve mudar a defesa, com a entrada de Neto no lugar de Kléber e Tico no de Fábio Luís, no ataque. O meia Canindé substitui Rafinha, que não poderá atuar por causa de um acordo entre as equipes.

No São Paulo, além do elenco reduzido, Muricy Ramalho terá de administrar o fato de não poder usar na partida os volantes Richarlyson e Hernani (ambos na seleção), e o lateral-direito Joilson, suspenso, além do zagueiro Juninho e dos atacantes Dagoberto e Aloísio, que se recuperam de lesão.

“Temos, no máximo, 20 jogadores. Estou vendo se encontro algum atleta nas categorias de base que possa ser utilizado”, disse Muricy.

Para o lugar de Joilson, o treinador conta com a volta do lateral equatoriano Reasco, que retorna ao time após grave lesão no ano passado.

No meio-campo Muricy deve usar o volante Zé Luís (ex-São Caetano), que também volta depois de uma lesão na coluna cervical. No ataque, Borges é a opção ao lado de Adriano.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;