Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Homem tenta matar enteado de três anos


Do Diário OnLine

10/05/2001 | 09:30


Policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil, prenderam na noite de quarta-feira o pedreiro Nivaldo Bispo Alves, 53 anos, acusado de tentar matar o enteado Diogo Araújo dos Santos, 3 anos.

O pedreiro mora com a mãe da criança, Cleudenir Rosa de Araújo, 20 anos, e com a outra filha da mulher na rua Rubens Luccats, no Jardim Miriam, zona Sul de São Paulo.

Segundo testemunhas, a criança sempre apanhava do pedreiro porque dormia com o casal e urinava na cama.

A equipe do GOE, que foi acionada pelos vizinhos, encontrou um pedaço de madeira e uma ripa que o pedreiro utilizava para bater na criança. O menino apresentava muitos hematomas no rosto, deformações na orelha, causadas pelos puxões, e vários pontos de inchaço na cabeça.

Diogo foi internado no Hospital Sabóia, na zona Sul da cidade. Diagnóstico médico apontou traumatismo craniano na criança, e de acordo com os médicos, Diogo pode ter coágulos e possíveis seqüelas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Homem tenta matar enteado de três anos

Do Diário OnLine

10/05/2001 | 09:30


Policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil, prenderam na noite de quarta-feira o pedreiro Nivaldo Bispo Alves, 53 anos, acusado de tentar matar o enteado Diogo Araújo dos Santos, 3 anos.

O pedreiro mora com a mãe da criança, Cleudenir Rosa de Araújo, 20 anos, e com a outra filha da mulher na rua Rubens Luccats, no Jardim Miriam, zona Sul de São Paulo.

Segundo testemunhas, a criança sempre apanhava do pedreiro porque dormia com o casal e urinava na cama.

A equipe do GOE, que foi acionada pelos vizinhos, encontrou um pedaço de madeira e uma ripa que o pedreiro utilizava para bater na criança. O menino apresentava muitos hematomas no rosto, deformações na orelha, causadas pelos puxões, e vários pontos de inchaço na cabeça.

Diogo foi internado no Hospital Sabóia, na zona Sul da cidade. Diagnóstico médico apontou traumatismo craniano na criança, e de acordo com os médicos, Diogo pode ter coágulos e possíveis seqüelas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;