Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Jovem é condenado por ameaçar latinos por e-mail


Do Diário do Grande ABC

29/06/1999 | 00:14


Um jovem de 22 anos que enviou mensagens ameaçadoras pelo correio eletrônico para vários latinos em universidades, empresas e agências do governo nos Estados Unidos foi condenado nesta segunda-feira a dois anos de prisao, revelou uma fonte judicial.

``Estou sinceramente arrependido pelo que fiz'', disse Kingman Quon, antes de admitir que foi levado pela ``imaturidade e as frustraçoes''. Quon, de origem chinesa, havia admitido a sua culpa em 8 de fevereiro passado. O jovem era acusado de enviar 42 mensagens racistas por e-mail em 7 de março de 1998, quando realizava o curso de ``marketing'' em uma universidade da Califórnia.

Quon enviou as mensagens para professores da Universidade Cal State de Los Angeles, estudantes do Instituto Tecnológico de Massachussets e funcionários da Universidade de Indiana, da empresa Xerox, do Texas Hispanic Journal, da receita federal americana e de um centro de pesquisas ligado a NASA.

Segundo a promotoria, Quon aparentemente sorteou seus alvos a partir de sobrenomes hispânicos encontrados na Internet. ``Odeio a sua raça. Quero que todos morram'', diziam as mensagens de Quon. O juiz Edward Rafeedle, ao ditar a sentença, disse nao acreditar que o acusado fosse capaz de executar as ameaças.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jovem é condenado por ameaçar latinos por e-mail

Do Diário do Grande ABC

29/06/1999 | 00:14


Um jovem de 22 anos que enviou mensagens ameaçadoras pelo correio eletrônico para vários latinos em universidades, empresas e agências do governo nos Estados Unidos foi condenado nesta segunda-feira a dois anos de prisao, revelou uma fonte judicial.

``Estou sinceramente arrependido pelo que fiz'', disse Kingman Quon, antes de admitir que foi levado pela ``imaturidade e as frustraçoes''. Quon, de origem chinesa, havia admitido a sua culpa em 8 de fevereiro passado. O jovem era acusado de enviar 42 mensagens racistas por e-mail em 7 de março de 1998, quando realizava o curso de ``marketing'' em uma universidade da Califórnia.

Quon enviou as mensagens para professores da Universidade Cal State de Los Angeles, estudantes do Instituto Tecnológico de Massachussets e funcionários da Universidade de Indiana, da empresa Xerox, do Texas Hispanic Journal, da receita federal americana e de um centro de pesquisas ligado a NASA.

Segundo a promotoria, Quon aparentemente sorteou seus alvos a partir de sobrenomes hispânicos encontrados na Internet. ``Odeio a sua raça. Quero que todos morram'', diziam as mensagens de Quon. O juiz Edward Rafeedle, ao ditar a sentença, disse nao acreditar que o acusado fosse capaz de executar as ameaças.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;