Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 14 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Identificados suspeitos de chacina em escola de Campinas


Do Diário do Grande ABC

08/10/1999 | 18:11


A Polícia Civil informou sexta-feira ter identificado três homens suspeitos de matar três estudantes e ferir sete na Escola Estadual Vida Nova, na quarta-feira à noite em Campinas. a 90 quilômetros de Sao Paulo.

Dois adolescentes continuam internados. Daiane Raquel Oliveira, de 15 anos, atingida no olho esquerdo por um tiro, corre o risco de perder a visao. Os três suspeitos moram no bairro Vida Nova, onde ocorreu o crime.

A polícia está à procura dos três, mas até as 16h30 nenhum deles havia sido detido. Os homens nao sao vistos no bairro desde quinta-feira (07). As investigaçoes também esbarram no medo dos moradores, que temem represálias caso dêem informaçoes.

O zelador da escola, Nilton Cesar dos Santos, o Niltinho de 22 anos, que chegou a ser apontado pela polícia como possível pivô do crime, negou sexta-feira qualquer participaçao na chacina. Ele contou que, há algumas semanas, chegou a registrar queixa na polícia contra moradores que o acusavam de vender drogas dentro da escola. "Esses moradores foram chamados pelo delegado e retiraram a acusaçao", conta.

Para Niltinho, se os criminosos estivessem procurando por ele nao precisariam agir daquela forma. "Só ao entrar no portao eles já poderiam me ver", diz. O zelador disse nao saber quem os autores da chacina estariam buscando. Ele admitiu que o estudante Leonardo Pereira Souza Barbosa, de 19 anos, o primeiro a ser morto pelos criminosos, já havia sido usuário de drogas.

Sindicância - O dirigente da Delegacia de Ensino responsável pela área onde a escola funciona, Antonio Admir Schiavo, determinou a abertura de uma sindicância interna para apurar o suposto envolvimento do zelador. "Se ele (o zelador) estava mantendo atividades escusas teremos de apurar durante a sindicância", disse.

Segundo ele, a Secretaria de Educaçao do estado também deve garantir um acompanhamento psicológico para os alunos.

Doaçoes - As famílias dos três estudantes que morreram na chacina decidiram doar as córneas dos jovens. Os órgaos de Leonardo Pereira Souza Barbosa, José Eduardo Alves e Márcia Ramos Oliveira foram retirados durante a madrugada de quinta-feira (07) no hospital Celso Pierro. Eles devem ser transplantado até domingo.

Atualmente, 25 pessoas esperam na fila por uma córnea, segundo a direçao do hospital. Seis pessoas serao beneficiadas, cada uma com uma córnea.

A escola ficou fechada sexta-feira e deve ser reaberta na segunda-feira.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;