Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Origens do bairro Serraria

Seguimos com a Semana Diadema 2015. Amaury Martins de Carvalho...


Ademir Medici

19/12/2015 | 07:00


Seguimos com a Semana Diadema 2015. Amaury Martins de Carvalho é o nosso guia, juntamente com Walter Adão Carreiro, do Centro de Memória de Diadema. A voz dos dois está gravada. Registram casos e situações de uma outra Diadema: o bairro/distrito de São Bernardo a meio caminho da Zona Sul de São Paulo.

- Negócios com lenha

- As festas da Boa Viagem

- Lá vêm as professoras, em uma jardineira

***

Trabalhar com a compra e venda de lenha, atividade antiga em Diadema, que a urbanização e as normas ambientais hoje tornam proibitivas. Nas conversas com os antigos não é difícil encontrar histórias deste setor primário aqui, às barbas da São Paulo Capital.

Manoel Amaral Júnior, o Neco famoso, e José Martins de Carvalho – ou José Carvalho da Cruz, pai do Sr. Amaury – foram sócios e lidaram com lenha, ou mucuta, por anos a fio. “Uns 40 anos” – calcula o Sr. Amaury.

***

Havia a serraria de Antonio Piranga, cujo nome verdadeiro era Antonio Pedroso de Oliveira. Ele cooperou no primeiro impulso industrial da região, entre 1900 e 1920. Fornecia madeira já serrada aos marceneiros pioneiros que implantaram a indústria de móveis em São Bernardo.

Acabou a serraria, sobrou o nome do bairro Serraria.

***

Fora do trabalho, as festas, como a dos carreiros, na Nossa Senhora da Boa Viagem, a Matriz de São Bernardo.

Internamente, tão antigas como, as de Piraporinha, em louvor a Bom Jesus. E a de Nossa Senhora da Conceição, no Centro de Diadema.

“As festas em Eldorado vieram depois”, testemunha Amaury Martins de Carvalho.

***

Nos idos de 1920 a 1930, as professoras que vinham de jardineira de São Paulo para lecionar na Vila Conceição, na escolinha pública local, de tantos personagens – elas, as mestras, eles, os alunos.

Maria de Lourdes Penteado Galvão foi a primeira professora do menino Amaury. A escolinha ficava no território da atual Vila Húngara. Ali está o Poupatempo da cidade. Ascendina Marcondes Macedo foi a segunda professora. Ficou viúva e casou com um farmacêutico. É quando ganha o sobrenome ‘Pio’.

AMANHÃ EM MEMÓRIA

- O retorno ao distrito de Marquês de Abrantes, 75 anos depois;

- Em cartaz, velhas escolas.

Município Paulista

Aniversariam hoje: Maracaí, elevado a município em 1924, na região de Santa Cruz do Rio Pardo; e Santa Lúcia, elevado a município em 1959, quando se separa de Araraquara.

Santos do Dia

- Santo Urbano. Papa. Assumiu o cargo em 1362, período turbulento para a vida da Igreja, quando a sé apostólica estava instalada na França. O grande sonho do papa Urbano V era levar de volta a sede da Igreja para Roma. Conseguiu isso, em outubro de 1367, sendo recebido com entusiasmada aclamação popular.

- Téia

- Dario

- Paulino

Diário há 30 anos

Quinta-feira, 19 de dezembro de 1985 - ano 28, nº 6011

Manchete – Ministro Dilson Funaro (Fazenda) admite congelar salários

Santo André – Prefeito Newton Brandão assina contrato com a Construtora Vicente Mateus para a pavimentação da Avenida São Paulo e ruas Juquiá e Diadema, na Cidade São Jorge.

São Bernardo – Protestos contra execução do Projeto Sanegran.

Tragédia – Bombeiros continuam procurando crianças tragadas em bueiro na Vila Palmares, em Santo André.

Em 19 de dezembro de...

1915 – São Bernardo, sede, realiza mais uma festa em louvor a Nossa Senhora da Boa Viagem, padroeira da paróquia. E é nomeada a Senhora Paulina de Queiroz, esposa de Antonio Queiroz dos Santos, para promover a mesma festa em 1916.

1930 – Armando Setti é confirmado como prefeito de São Bernardo, função que vinha exercendo provisoriamente desde a queda da República Velha.

Nota – Naquele tempo, o município de São Bernardo abrangia todo o espaço hoje denominado Grande ABC.

1990 – Fundado o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, integrado pelos sete municípios.

Nas Ondas do Rádio

Viagem no Tempo. Pela Internet, músicas para todos os gostos. Produção e apresentação: Marcelo Duarte.

Vinte e quatro horas por dia no ar, com programas especiais aos finais de semana:

- Rádio Vitrola, sábados, 22h, com reprise aos domingos, 7h.

- Clássicos sertanejos, domingos, 6h.

- Momento Jovem Guarda – domingos, 10h, com reprise às 22h.

- Ao som de um bolero – domingos, 11h

Rádio ABC (1570). Causas Nobres. Produção e apresentação: Antonio Dalto. Hoje, às 10h.

Bandeirantes AM (840) e FM (90,9). Memória. Uma entrevista com Salomão Ésper (segunda parte). Jornalista e radialista, Ésper tem uma longa história na Band. Também atuou na rádio do Grande ABC. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, às 23h, com reprise amanhã, às 5h. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;