Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PCdoB aposta em petistas em gesto para se afastar do PT

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Comunistas desenham projeto oposto ao petismo com Professora Elzinha em Ribeirão e ex-prefeito Ramon em Rio Grande


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

17/11/2015 | 07:00


Convenções municipais realizadas no domingo pelo PCdoB mostraram que o partido, na maioria das cidades, ensaia caminhar em raia oposta ao PT, seu aliado histórico. E os projetos paralelos podem até ser liderados por ilustres figuras do petismo regional.

Um caso emblemático foi visto em Rio Grande da Serra. O ex-prefeito Ramon Velásquez (PT, 2001 a 2004) sentou-se ao lado do atual prefeito, Gabriel Maranhão (PSDB). Foram fotografados aos risos e, nos discursos, cordialidade que espantou petistas locais.

O PCdoB rio-grandense tem conversas com Ramon, para que ele seja principal liderança do partido na cidade para o próximo pleito. Em princípio, o ex-prefeito não sairia candidato ao Paço, e sim ficaria na coordenação de campanha de Maranhão, uma vez que comunistas do município já decidiram pedir votos pela reeleição do tucano no ano que vem.

O PT de Rio Grande decidiu lançar candidatura própria em 2016, com o ex-vereador Claudinho da Geladeira como cabeça da chapa. Ramon Velásquez atualmente trabalha na Prefeitura de São Bernardo, no governo do petista Luiz Marinho.

Em Ribeirão Pires, o diretório do PCdoB vai ser dirigido pela ex-vereadora Professora Elzinha. Militante histórica do partido, ela está fora da Câmara desde 2008, quando não conseguiu se reeleger.

Assim como em Rio Grande, o PT ribeirão-pirense tem projeto próprio ao Paço, com o vereador Renato Foresto. E na cidade governada por Saulo Benevides (PMDB), o PCdoB vai caminhar ao lado do ex-prefeito Adler Kiko Teixeira (PSB), que mudou de domicílio eleitoral de Rio Grande para Ribeirão em busca de nova vitória majoritária.

No caso de Santo André, a parceria com o PT do prefeito Carlos Grana continua, mas trincas começam a aparecer na relação. Comunistas andreenses aprovaram documento na reunião do diretório com severas críticas à articulação política do Paço, questionando a ausência de participação de aliados nas discussões de governo.

“O PCdoB sempre alertou para a necessidade da formação de conselho que reunisse os partidos da base de apoio ao prefeito, independentemente de ter ou não representação na Câmara, e opinasse sobre os rumos seguidos. A opção política adotada foi por núcleo restrito de articuladores, o que se demonstrou ineficaz nestes 34 meses de gestão, tendo em vista que secretários ligados às forças políticas aliadas deixaram o governo em busca de projetos políticos próprios (casos de Paulinho Serra, PSDB, e Raimundo Salles, PPS)”, diz o documento aprovado pelo partido.

Além dessa diretriz, o PCdoB andreense segue em negociação com o ex-deputado federal Vanderlei Siraque (PT). As conversas são conduzidas pelo deputado federal Orlando Silva, presidente estadual do PCdoB. Na primeira investida, Siraque preferiu ficar no PT. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;