Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 9 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

BP prevê petróleo em torno de US$ 60 por barril nos próximos 3 anos



10/11/2015 | 05:04


A BP prevê que os preços do petróleo ficarão em torno de US$ 60 por barril ao menos nos próximos três anos, à medida que a oferta continuar superando a demanda, afirmou hoje Michael Townshend, chefe para o Oriente Médio da petrolífera britânica.

"No que diz respeito à oferta e demanda, não se prevê a demanda superando a oferta até o final do próximo ano. Quando isso acontecer...ainda será preciso desovar os estoques, o que pode levar outros dois anos", disse Townshend, durante coletiva às margens de uma conferência em Abu Dabi.

Segundo Townshend, a visão da BP não leva em conta eventuais mudanças políticas, como o possível impacto do aumento nas exportações de petróleo do Irã, como resultado do acordo histórico que Teerã assinou com seis potências globais para limitar seu programa nuclear. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

BP prevê petróleo em torno de US$ 60 por barril nos próximos 3 anos


10/11/2015 | 05:04


A BP prevê que os preços do petróleo ficarão em torno de US$ 60 por barril ao menos nos próximos três anos, à medida que a oferta continuar superando a demanda, afirmou hoje Michael Townshend, chefe para o Oriente Médio da petrolífera britânica.

"No que diz respeito à oferta e demanda, não se prevê a demanda superando a oferta até o final do próximo ano. Quando isso acontecer...ainda será preciso desovar os estoques, o que pode levar outros dois anos", disse Townshend, durante coletiva às margens de uma conferência em Abu Dabi.

Segundo Townshend, a visão da BP não leva em conta eventuais mudanças políticas, como o possível impacto do aumento nas exportações de petróleo do Irã, como resultado do acordo histórico que Teerã assinou com seis potências globais para limitar seu programa nuclear. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;