Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

‘Cidade de Deus’ ganha filme sobre seus dez anos

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Documentário mostra o rumo que cada ator do longa-metragem tomou


Rodrigo Mozelli

06/11/2015 | 07:00


 Lançado em 2002, o longa Cidade de Deus fez muito sucesso ao contar a história de jovens moradores e o crescimento do crime organizado na Cidade de Deus, Rio de Janeiro, entre as décadas de 1960 e 1980, focando, sobretudo, no desenvolvimento do jovem Buscapé dentro deste cenário.

Dirigido por Fernando Meirelles e estrelado por nomes como Alexandre Rodrigues, Leandro Firmino Da Hora, com Alice Braga e Seu Jorge no elenco, o longa agora tem justa homenagem. Cidade de Deus – 10 Anos Depois é documentário premiado que mostra os rumos que cada ator da película levou e que está em cartaz no Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569), em São Paulo.

Alexandre Rodrigues, que hoje tem 32 anos, ficou conhecido como o Buscapé e conta ao Diário quais foram as grandes mudanças em sua vida desde o lançamento do filme até hoje. “Naquela época eu tinha 17 anos. Estava iniciando Ensino Médio e o filme veio para dar start na minha vida.” O ator ainda afirma que participar de Cidade de Deus foi “reviravolta muito grande, pois já estava alistado no Exército para ser paraquedista. Sempre gostei de voar, então ia tentar juntar o útil ao agradável”.

DESAFIOS
Rodrigues, na então condição de ator iniciante, passou por percalços para realizar a trama. “Os únicos ‘problemas’ foram momentos nos quais tive que pegar em arma, pois no geral estava vivendo como o Buscapé. Já era ator, pois estava estudando teatro, mas nada para cinema, então precisei me preparar para o filme”, detalha.

Sobre o documentário em si – que se utiliza, inclusive, de cenas do longa original –, Rodrigues conta suas impressões. “O interessante é que é a história da história. Vimos ali que algumas pessoas já tinham paixão por fotografia e viraram fotógrafas, outro que ia à igreja faz isso hoje em dia. Porém, outro ficou ‘maluquinho’ por conta da droga, ou seja, cada um realmente seguiu em paralelo ao filme, inclusive eu.”

Também fotógrafo – como Buscapé –, Rodrigues tem algumas fotos publicadas em revista cristã, além de ensaios para grandes empresas nacionais. “Junto com minha esposa, estou dando continuidade ao mundo da arte. Tiro muitas fotos artísticas, mas também faço fotojornalismo. Já sobre atuar não tem como parar, sou apaixonado por isso, minha formação é toda dentro disso e, em breve, termino minhas aulas de cinema”, encerra.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

‘Cidade de Deus’ ganha filme sobre seus dez anos

Documentário mostra o rumo que cada ator do longa-metragem tomou

Rodrigo Mozelli

06/11/2015 | 07:00


 Lançado em 2002, o longa Cidade de Deus fez muito sucesso ao contar a história de jovens moradores e o crescimento do crime organizado na Cidade de Deus, Rio de Janeiro, entre as décadas de 1960 e 1980, focando, sobretudo, no desenvolvimento do jovem Buscapé dentro deste cenário.

Dirigido por Fernando Meirelles e estrelado por nomes como Alexandre Rodrigues, Leandro Firmino Da Hora, com Alice Braga e Seu Jorge no elenco, o longa agora tem justa homenagem. Cidade de Deus – 10 Anos Depois é documentário premiado que mostra os rumos que cada ator da película levou e que está em cartaz no Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569), em São Paulo.

Alexandre Rodrigues, que hoje tem 32 anos, ficou conhecido como o Buscapé e conta ao Diário quais foram as grandes mudanças em sua vida desde o lançamento do filme até hoje. “Naquela época eu tinha 17 anos. Estava iniciando Ensino Médio e o filme veio para dar start na minha vida.” O ator ainda afirma que participar de Cidade de Deus foi “reviravolta muito grande, pois já estava alistado no Exército para ser paraquedista. Sempre gostei de voar, então ia tentar juntar o útil ao agradável”.

DESAFIOS
Rodrigues, na então condição de ator iniciante, passou por percalços para realizar a trama. “Os únicos ‘problemas’ foram momentos nos quais tive que pegar em arma, pois no geral estava vivendo como o Buscapé. Já era ator, pois estava estudando teatro, mas nada para cinema, então precisei me preparar para o filme”, detalha.

Sobre o documentário em si – que se utiliza, inclusive, de cenas do longa original –, Rodrigues conta suas impressões. “O interessante é que é a história da história. Vimos ali que algumas pessoas já tinham paixão por fotografia e viraram fotógrafas, outro que ia à igreja faz isso hoje em dia. Porém, outro ficou ‘maluquinho’ por conta da droga, ou seja, cada um realmente seguiu em paralelo ao filme, inclusive eu.”

Também fotógrafo – como Buscapé –, Rodrigues tem algumas fotos publicadas em revista cristã, além de ensaios para grandes empresas nacionais. “Junto com minha esposa, estou dando continuidade ao mundo da arte. Tiro muitas fotos artísticas, mas também faço fotojornalismo. Já sobre atuar não tem como parar, sou apaixonado por isso, minha formação é toda dentro disso e, em breve, termino minhas aulas de cinema”, encerra.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;