Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Vettel ganha a sétima na temporada

Da AP Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Carlos Tadeu
Especial para o Diário

29/08/2011 | 07:00


A expectativa era de possíveis surpresas no GP da Bélgica, ontem, em Spa-Francorchamps, mas os pilotos da Red Bull confirmaram o favoritismo e fizeram outra dobradinha na temporada. Sem chuva, o alemão Sebastian Vettel venceu a sétima corrida neste ano.

Como presente de aniversário - completou 35 anos no sábado - o australiano Mark Webber chegou em segundo, seguido de Jenson Button, da McLaren, que fez excelente corrida e ultrapassou o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, nas voltas finais para completar o pódio.

Os brasileiros, no entanto, não foram bem. Bruno Senna, que surpreendeu nos treinos e largou em sétimo lugar, em seu retorno à Fórmula 1, estreando na Lotus-Renault, tinha esperanças de fazer boa prova, mas envolveu-se em acidente depois da largada, foi punido e terminou em 13º.

Felipe Massa, da Ferrari, sofreu com um pneu furado e terminou em oitavo. Rubens Barrichello seguiu no pelotão intermediário e foi apenas o 16º.

Quem brilhou foi Michael Schumacher. O piloto alemão comemorou os 20 anos de sua estreia na Fórmula 1 em grande estilo. Ele largou em último, mas fez ótima corrida de recuperação e cruzou a linha de chegada em quinto.

Vettel também encerrou um jejum. O alemão não vencia há três provas (Hungria, Alemanha e Inglaterra) e lidera o Mundial com sobras. O piloto da Red Bull, com 259 pontos, caminha a passos largos rumo ao bicampeonato.

Webber, em segundo, está com 167. Alonso é o terceiro, com 157, seguido de Jenson Button (149). O inglês Lewis Hamilton, da McLaren, que bateu forte na 13ª volta em Kamui Kobayashi e abandonou a prova - o safety car precisou entrar na pista -, é o quinto, com 146. Massa é o sexto colocado, com 74.

CORRIDA

O alemão Nico Rosberg, da Mercedes, quinto no grid, largou muito bem e tomou a liderança de Sebastian Vettel. Tanto os carros da Red Bull como os da McLaren enfrentaram dificuldades nas voltas iniciais por conta de bolhas nos pneus dianteiros.

Mesmo assim, Vettel retomou a liderança na terceira volta. Com bom ritmo, Alonso ultrapassou Rosberg na sétima volta. Como Vettel havia parado nos boxes, o espanhol assumiu a liderança da corrida. Vettel voltou à ponta após as trocas dos adversários.

A corrida se tornou duelo estratégico com relação às paradas nos boxes e às escolhas de pneus. Com Vettel liderando com tranquilidade, Alonso e Webber brigavam pelo segundo lugar, com vantagem para o australiano. No fim, Jenson Button ainda tirou o terceiro lugar do espanhol da Ferrari.

A próxima corrida da temporada é o GP da Itália, no circuito de Monza, dia 11.

Bruno Senna pede desculpas pelo acidente

Bruno Senna reconheceu o erro que tirou Jaime Alguersuari do GP da Bélgica. Após a prova de ontem, o piloto da Lotus-Renault pediu desculpas pelo acidente, ocorrido logo no início da corrida.

O brasileiro, que substituiu o alemão Nick Heidfeld, largou na sétima posição, logo atrás de Alguersuari. Pouco depois da largada, Bruno Senna errou o ponto de freada na curva La Source e acertou a Toro Rosso do espanhol, que foi obrigado a abandonar após a quebra da suspensão dianteira de seu carro.

"Nunca havia feito a primeira curva com o tanque cheio e, infelizmente, perdi o ponto de freada. Não havia como evitar a batida em Alguersuari e lamento muito pela corrida dele. Felizmente não houve danos na suspensão do meu carro e pude continuar na prova", afirmou Bruno Senna.

Os comissários da prova consideraram Bruno Senna culpado pelo acidente com Alguersuari e o puniram com um drive through (passagem pelos boxes).

"Acho que meu ritmo de corrida foi muito bom e tive grande experiência com os dois tipos de pneus. Agora sei o que posso fazer com a equipe. Estou ansioso para pilotar em Monza", completou Bruno Senna. (com Agências)

Felipe Massa lamenta problemas com os pneus

O brasileiro Felipe Massa tinha esperanças de brigar por boas posições no GP da Bélgica. Nas primeiras voltas da corrida, o piloto da Ferrari chegou a disputar a terceira posição com Nico Rosberg, mas no fim lamentou os problemas com os pneus e teve de se contentar com a oitava posição.

Na parte final da corrida, Massa foi obrigado a parar de forma inesperada nos boxes, pouco depois de fazer uma troca - tudo por conta de um pneu furado. O piloto da Ferrari ainda conseguiu algumas ultrapassagens, mas ele disse que teria condições de obter resultado melhor.

"Foi uma corrida estranha para mim. No início, estava na briga pelas primeiras posições, mas comecei a ter problemas com os pneus e o carro parecia não ter o mesmo equilíbrio", afirmou.

A situação só mudou quando Massa fez a parada. "Com os pneus médios, as coisas melhoraram, talvez também por conta de um ajuste que fizeram na asa dianteira. Só que já era tarde", lamentou. (Com Agências)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;