Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Polícia está alerta para manifestação do Dia do Trabalho em Londres


Das Agências

30/04/2001 | 11:17


A perspectiva de manifestações violentas nesta terça-feira, por motivo das comemorações do 1º de maio, pôs em alerta a polícia londrina que mobilizou 6 mil oficiais e anunciou que poderão ser utilizadas balas de borracha "em caso de extrema necessidade".

Há mais de duas semanas, a polícia, em uma campanha publicitária sem precedente, advertiu à população contra os riscos de ocorrerem sérios incidentes. Várias empresas devem fechar suas portas nesta segunda-feira ainda.

Os manifestantes "tradicionais" receberam o 'conselho' de ficar em casa e os donos, gerentes e administradores de estabelecimentos comerciais e edifícios públicos receberam instruções para proteger essas propriedades da fúria de milhares de anarquistas, militantes antiglobalização, ativistas dos direitos dos animais, ecologistas e rebeldes de todo tipo.

Todos os monumentos públicos do centro forem cobertos com tapumes de madeira, para evitar a repetição dos vandalismos do 1º de maio de 2000, que causaram um prejuízo de cerca de US$ 720 mil e deixaram nove policiais feridos.

No total, está prevista a presença de entre 6 mil e 10 mil manifestantes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Polícia está alerta para manifestação do Dia do Trabalho em Londres

Das Agências

30/04/2001 | 11:17


A perspectiva de manifestações violentas nesta terça-feira, por motivo das comemorações do 1º de maio, pôs em alerta a polícia londrina que mobilizou 6 mil oficiais e anunciou que poderão ser utilizadas balas de borracha "em caso de extrema necessidade".

Há mais de duas semanas, a polícia, em uma campanha publicitária sem precedente, advertiu à população contra os riscos de ocorrerem sérios incidentes. Várias empresas devem fechar suas portas nesta segunda-feira ainda.

Os manifestantes "tradicionais" receberam o 'conselho' de ficar em casa e os donos, gerentes e administradores de estabelecimentos comerciais e edifícios públicos receberam instruções para proteger essas propriedades da fúria de milhares de anarquistas, militantes antiglobalização, ativistas dos direitos dos animais, ecologistas e rebeldes de todo tipo.

Todos os monumentos públicos do centro forem cobertos com tapumes de madeira, para evitar a repetição dos vandalismos do 1º de maio de 2000, que causaram um prejuízo de cerca de US$ 720 mil e deixaram nove policiais feridos.

No total, está prevista a presença de entre 6 mil e 10 mil manifestantes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;