Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Festival de grafite vai colorir o Arouche



23/10/2015 | 07:00


Saem o cinza e o bege, entram as cores vibrantes e as ilustrações contemporâneas. Oito empenas-cegas de edifícios do Largo do Arouche, na região central, estão se transformando em murais artísticos, em um trabalho iniciado há duas semanas. Desta sexta-feira, 23, a domingo, 25, ocorre ali a primeira edição do O.bra, festival internacional de arte de rua.

Mais hipster, impossível: na programação tem ioga, saída de tour temático - em versões a pé e de bicicleta -, apresentações musicais - chamadas de "music jam sessions" -, jornada fotográfica, palestras com grafiteiros, food trucks e workshops.

Do mundo

"São Paulo é a meca da arte de rua, mas não tinha ainda um evento como esse", afirma a fotógrafa Marina Bortoluzzi, uma das idealizadoras do O.bra. "Queremos que se torne periódico e a cada ano ocorra em uma região da cidade, justamente para deixar esse legado que muda a paisagem urbana: os murais em prédios."

Para esta primeira edição, são 18 os artistas participantes - cada dupla se encarregou de uma empena e outros dois artistas preparam uma instalação "do chão". Nove foram convidados pela organização do evento e cada um deles pôde chamar um colega, de qualquer parte do mundo, para ser seu parceiro na execução do trabalho. Além de brasileiros, há representantes de Alemanha, Argentina, Chile, Irlanda, Itália, Japão, Polônia, Porto Rico, República Checa e Ucrânia.

De acordo com os organizadores, a curadoria desta primeira edição optou por selecionar os participantes nacionais da "velha guarda" do grafite, ou seja, os que estão atuando nas ruas há mais de 20 anos. Os participantes brasileiros são Speto, Tinho, Carlos Vergara, Binho, Vitchê e Herbert Baglione. "Como precursores, eles ajudaram a moldar o estilo que hoje está consolidado nas grandes cidades brasileiras", explica Marina.

Ela, aliás, começou a se interessar pelo universo da arte de rua há cinco anos. Ela mantém um projeto na rede social Instagram - chamado de Instagrafite - mostrando as diferentes vertentes desses trabalhos. "Viajando pelo mundo, identificamos um verdadeiro calendário mundial de festivais do tipo. Era natural fazer algo em São Paulo", diz.

Apesar de defender que o evento seja itinerante, ou seja, cada edição ocorra em um ponto diferente de São Paulo, Marina entende que a região central é mais propícia, uma vez que concentra maior número de prédios antigos e, em muitos casos deteriorados. "E fazer algo assim na Vila Madalena nem teria graça, não é?", comenta, em alusão ao bairro da zona oeste conhecido pela profusão de grafites.

PROGRAMAÇÃO:

* Sexta, 23

9h - Ioga na rua com Ciro Castro, do Espaço Yogapada

10h - O.bra tour com Streets of São Paulo

11h - Tags & Throws, workshop com Ise + Kaur

12h/18h - Food Trucks & Food Bikes

15h - Pedal fotográfico com Ivson Miranda

16h/18h30 - Music Jam Session com curadoria de Streetmusicmap

18h - Grafitti digital, workshop com VJ Suave

18h - História da Arte de Rua em São Paulo e no Brasil, palestra com Binho, Tinho, Vitché e Speto

20h - Exibição do filme Cartograffiti

*Sábado, 24

8h - Pedal fotográfico com Ivson Miranda

8h - Nike Running + Club

9h - Bike Tour SP Rota Arte de Rua

10h - Ioga na rua com Ciro Castro, do Espaço Yogapada

10h - O.bra tour com Streets of São Paulo

12h - Bike Tour SP Rota Arte de Rua

12h/18h - Food Trucks & Food Bikes

15h - Bike Tour SP Rota Arte de Rua

14h - Adesivos, Serigrafia e Lambe-Lambe, workshop com SHN

14h - Fotografia de Rua, workshop com Flávio Samelo

15h - O.bra tour com Streets of São Paulo

16h - Arte de rua: uma visão global pela fotografia, palestra com Martha Cooper

16h/18h30 - Music Jam Session com curadoria de Streetmusicmap

18h - Grandes marcas e a arte de rua, palestra com SWK, Piá, Fernando Chamarelli, Cranio e Adriano Furtado (Brand Design da Nike)

20h - Exibição do filme Next: a Primer on Urban Painting

* Domingo, 25

8h - Pedal fotográfico com Ivson Miranda

10h - Ioga na rua com Ciro Castro, do Espaço Yogapada

10h - O.bra tour com Streets of São Paulo

11h - Caligrafia e Hand Lettering, workshop com Felipe Grimaldi

12h/18h - Food Trucks & Food Bikes

14h - Adesivos, Serigrafia e Lambe-Lambe, workshop com SHN

15h - Arte, ferramenta recriadora das cidades, palestra com Baixo Ribeiro, Felipe Morozini e Eduardo Srur

15h - O.bra tour com Streets of São Paulo

16h/18h30 - Music Jam Session com curadoria de Streetmusicmap

16h - Hackeamento de estruturas simbólicas, palestra com Stephan Doitschinof

20h - Exibição do filme Pixadores



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Festival de grafite vai colorir o Arouche


23/10/2015 | 07:00


Saem o cinza e o bege, entram as cores vibrantes e as ilustrações contemporâneas. Oito empenas-cegas de edifícios do Largo do Arouche, na região central, estão se transformando em murais artísticos, em um trabalho iniciado há duas semanas. Desta sexta-feira, 23, a domingo, 25, ocorre ali a primeira edição do O.bra, festival internacional de arte de rua.

Mais hipster, impossível: na programação tem ioga, saída de tour temático - em versões a pé e de bicicleta -, apresentações musicais - chamadas de "music jam sessions" -, jornada fotográfica, palestras com grafiteiros, food trucks e workshops.

Do mundo

"São Paulo é a meca da arte de rua, mas não tinha ainda um evento como esse", afirma a fotógrafa Marina Bortoluzzi, uma das idealizadoras do O.bra. "Queremos que se torne periódico e a cada ano ocorra em uma região da cidade, justamente para deixar esse legado que muda a paisagem urbana: os murais em prédios."

Para esta primeira edição, são 18 os artistas participantes - cada dupla se encarregou de uma empena e outros dois artistas preparam uma instalação "do chão". Nove foram convidados pela organização do evento e cada um deles pôde chamar um colega, de qualquer parte do mundo, para ser seu parceiro na execução do trabalho. Além de brasileiros, há representantes de Alemanha, Argentina, Chile, Irlanda, Itália, Japão, Polônia, Porto Rico, República Checa e Ucrânia.

De acordo com os organizadores, a curadoria desta primeira edição optou por selecionar os participantes nacionais da "velha guarda" do grafite, ou seja, os que estão atuando nas ruas há mais de 20 anos. Os participantes brasileiros são Speto, Tinho, Carlos Vergara, Binho, Vitchê e Herbert Baglione. "Como precursores, eles ajudaram a moldar o estilo que hoje está consolidado nas grandes cidades brasileiras", explica Marina.

Ela, aliás, começou a se interessar pelo universo da arte de rua há cinco anos. Ela mantém um projeto na rede social Instagram - chamado de Instagrafite - mostrando as diferentes vertentes desses trabalhos. "Viajando pelo mundo, identificamos um verdadeiro calendário mundial de festivais do tipo. Era natural fazer algo em São Paulo", diz.

Apesar de defender que o evento seja itinerante, ou seja, cada edição ocorra em um ponto diferente de São Paulo, Marina entende que a região central é mais propícia, uma vez que concentra maior número de prédios antigos e, em muitos casos deteriorados. "E fazer algo assim na Vila Madalena nem teria graça, não é?", comenta, em alusão ao bairro da zona oeste conhecido pela profusão de grafites.

PROGRAMAÇÃO:

* Sexta, 23

9h - Ioga na rua com Ciro Castro, do Espaço Yogapada

10h - O.bra tour com Streets of São Paulo

11h - Tags & Throws, workshop com Ise + Kaur

12h/18h - Food Trucks & Food Bikes

15h - Pedal fotográfico com Ivson Miranda

16h/18h30 - Music Jam Session com curadoria de Streetmusicmap

18h - Grafitti digital, workshop com VJ Suave

18h - História da Arte de Rua em São Paulo e no Brasil, palestra com Binho, Tinho, Vitché e Speto

20h - Exibição do filme Cartograffiti

*Sábado, 24

8h - Pedal fotográfico com Ivson Miranda

8h - Nike Running + Club

9h - Bike Tour SP Rota Arte de Rua

10h - Ioga na rua com Ciro Castro, do Espaço Yogapada

10h - O.bra tour com Streets of São Paulo

12h - Bike Tour SP Rota Arte de Rua

12h/18h - Food Trucks & Food Bikes

15h - Bike Tour SP Rota Arte de Rua

14h - Adesivos, Serigrafia e Lambe-Lambe, workshop com SHN

14h - Fotografia de Rua, workshop com Flávio Samelo

15h - O.bra tour com Streets of São Paulo

16h - Arte de rua: uma visão global pela fotografia, palestra com Martha Cooper

16h/18h30 - Music Jam Session com curadoria de Streetmusicmap

18h - Grandes marcas e a arte de rua, palestra com SWK, Piá, Fernando Chamarelli, Cranio e Adriano Furtado (Brand Design da Nike)

20h - Exibição do filme Next: a Primer on Urban Painting

* Domingo, 25

8h - Pedal fotográfico com Ivson Miranda

10h - Ioga na rua com Ciro Castro, do Espaço Yogapada

10h - O.bra tour com Streets of São Paulo

11h - Caligrafia e Hand Lettering, workshop com Felipe Grimaldi

12h/18h - Food Trucks & Food Bikes

14h - Adesivos, Serigrafia e Lambe-Lambe, workshop com SHN

15h - Arte, ferramenta recriadora das cidades, palestra com Baixo Ribeiro, Felipe Morozini e Eduardo Srur

15h - O.bra tour com Streets of São Paulo

16h/18h30 - Music Jam Session com curadoria de Streetmusicmap

16h - Hackeamento de estruturas simbólicas, palestra com Stephan Doitschinof

20h - Exibição do filme Pixadores

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;