Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Eslovênia planeja usar Exército para controlar fluxo de imigrantes



20/10/2015 | 09:49


O governo esloveno decidiu neta terça-feira apresentar um projeto de lei para permitir o uso do Exército para lidar com o fluxo de imigrantes, após exceder sua capacidade para lidar com milhares de pessoas que chegam diariamente ao país.

O governo da Eslovênia mencionou pela primeira vez a possibilidade de usar os militares no sábado, mas disse na ocasião que não havia necessidade imediata disso. Três dias depois, foi surpreendido pela chegada de grandes contingentes pelo sul do país, que desejam seguir até a vizinha Áustria.

"A chegada de imigrantes nos últimos três dias superou todas as capacidade gerenciáveis preparadas pela República de Eslovênia", afirmou o governo. "Ontem apenas quase 8 mil pessoas vieram para a Eslovênia."

O governo esloveno disse que a Áustria aceitou apenas 2 mil pessoas, enquanto continuava a pressão da Croácia. No meio dos dois países, a Eslovênia disse que 6 mil pessoas, em sua maioria mulheres e crianças, permaneciam em seu território nesta segunda-feira.

O governo esloveno disse que deseja garantir que a presença dos imigrantes ocorra de forma organizada, com "acomodação razoável". Segundo a administração, é urgente conseguir mais camas e outros itens para os imigrantes.

Na segunda-feira, o pequeno país alpino recusou entrada para um grupo de 1.800 pessoas que haviam entrado pela Croácia. O governo esloveno diz que tem apenas a capacidade de lidar no total com apenas 6 mil pessoas durante alguns dias.

O governo de Liubliana disse nesta terça-feira que é o menor país da rota dos Bálcãs para os imigrantes, em sua maioria do Oriente Médio, que buscam chegar ao norte da Europa. O governo esloveno afirmou que a quantidade de imigrantes é excessiva, para um país de apenas 2 milhões de habitantes.

A Eslovênia está sob pressão desde a semana passada, quando a Hungria fechou sua fronteira para imigrantes que chegavam anteriormente pela Croácia. Com isso, os imigrantes começaram a buscar rotas alternativas para o norte.

O ministro do Interior da Croácia, Ranko Ostojic, disse que seu país tenta se coordenar para transferir imigrantes vindos da Eslovênia. Segundo a autoridade, a Croácia espera que a Eslovênia receba a cada dia a metade dos imigrantes que chega ao território croata. A Eslovênia argumenta que não pode lidar com mais de 2.500 pessoas por dia. Fontes: Dow Jones Newswires e Associated Press.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;