Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Garotinho diz que polícia errou na morte de estudante


Do Diário OnLine

31/01/2004 | 20:28


O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, admitiu neste sábado que foi culpa da Polícia Militar a morte do estudante de fisioterapia Rômulo Batista de Melo, 21 anos, ocorrido na última terça-feira. A vítima faleceu quando era transportada da carceragem do 126º Distrito Policial (Cabo Frio) para o hospital psiquiátrico do Rio.

Garotinho também disse que a explicação da PM para o caso não foi convincente. De acordo com a polícia, Melo foi preso por ter batido em um carro e quase atropelado uma pessoa, que fraturou um dos braços e ficou com algumas escoriações pelo corpo. Ele estaria violento logo depois do ocorrido e a prisão dele só foi efetuada com o auxílio de oito homens do Corpo de Bombeiros e dois policiais militares.

Ainda segundo a polícia, o estudante tinha crises nervosas e ficava batendo a cabeça contra as paredes da cela em que estava. No dia 27, ele teve uma nova crise. O delegado responsável pelo detento decidiu transferi-lo para o hospital psiquiátrico. No entanto, durante o transporte, ele teve uma terceira crise.

Os oficiais então foram obrigados a parar no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, em Maricá, onde Melo acabou morrendo. Segundo o atestado de óbito, a causa da morte de Rômulo foi traumatismo craniano e hemorragia intracraniana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;