Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Por reabilitação, Palmeiras enfrenta a Ponte Preta em casa e mira a volta ao G4



14/10/2015 | 06:30


A folga de 10 dias no Campeonato Brasileiro serviu para o Palmeiras refletir e tentar achar o caminho para ter o mesmo desempenho demonstrado diante dos líderes quando encara adversário que está abaixo na tabela de classificação. Essa "síndrome de Robin Hood" parece contagiar a equipe. O desafio nesta quarta-feira é encarar a Ponte Preta, às 21 horas, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, pela 30.ª rodada, para esquecer os tropeços em jogos teoricamente mais fáceis, em especial a derrota por 5 a 1 diante da Chapecoense, há 10 dias.

Em nove jogos contra os cinco times que estão acima na tabela de classificação, o time alviverde somou quatro vitórias, três empates e duas derrotas. O problema é quando tem de olhar para a turma de baixo. Apesar da instabilidade, a equipe pode voltar ao G4, caso faça o dever de casa e pelo menos um dos rivais Santos e São Paulo não vençam seus jogos - diante de Grêmio e Fluminense, respectivamente.

"Criamos a identidade de jogar bem em grandes jogos. Para brigar na parte de cima, precisamos ganhar de quem está embaixo. Temos a possibilidade de provar o contrário nessa sequência de três jogos", comentou o goleiro Fernando Prass, lembrando os próximos jogos diante de Ponte Preta, Avaí e Sport.

Nesta quarta-feira, o técnico Marcelo Oliveira não terá Jackson e Egídio, suspensos. Gabriel Jesus e João Pedro serão reavaliados pela manhã para saber se podem, pelo menos, ficar no banco de reservas, já que jogaram pela seleção olímpica na última segunda. Robinho e Cleiton Xavier estão fora, machucados.

Com chances pequenas de título, o Palmeiras foca a classificação para a Copa Libertadores como grande objetivo na temporada. O time ainda pode garantir o objetivo através da Copa do Brasil, na qual disputará a semifinal contra o Fluminense. E, para conseguir superar a Ponte Preta, Marcelo Oliveira aproveitou a folga para tentar corrigir os erros defensivos, principalmente de bola parada.

Nesta terça-feira, o treinador comandou na maior parte do treinamento um trabalho de bola parada e cobrou bastante os jogadores, pedindo maior atenção na marcação. "Levamos alguns gols. No último (jogo) levamos alguns. Nosso time é alto e faz muitos gols, mas precisamos melhorar lá trás. O Marcelo manda a gente ficar atento para não levar tantos gols", disse o volante Thiago Santos.

Um fato curioso é que a Ponte Preta pode ser a primeira equipe a vencer duas vezes o Palmeiras na arena. No Campeonato Paulista, o time campineiro derrotou os donos da casa por 1 a 0.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;