Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Vaguinho é oficialmente expulso do PSB

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vereador recebe notificação do diretório e prepara ingresso no PRB para concorrer ao Paço


Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

17/09/2015 | 07:00


O vereador de Diadema Vaguinho do Conselho está oficialmente expulso do PSB, depois de 17 anos de filiação e três mandatos no Legislativo. A confirmação se deu após situação cadastral do diretório local ser regularizada perante a Justiça Eleitoral. O partido estava com as atividades suspensas por não apresentar balanço financeiro, referente às contas de 2014.

A carta de expulsão foi assinada pelo presidente local da sigla, Manoel José da Silva, o Adelson, que o rejeitou em apoio à candidatura governista, anunciando adesão à reeleição do prefeito Lauro Michels (PV). “A saída ocorreu, porque já havia tempo que o Vaguinho não estava seguindo as orientações partidárias. Tomando essa atitude, eu o libero para buscar o seu caminho. Não foi decisão fácil, porque ele é meu filho na política, mas precisava ser feito”, argumentou Adelson.

Ambos os socialistas arrastavam embate interno há meses, disputando preferência entre a maioria no diretório. O fato foi levado para a executiva estadual, que defendia união entre correligionários e discussão sobre projeto político. A cúpula da sigla esperava reunir integrantes para definir em consenso posicionamento eleitoral.

Vaguinho, que não foi localizado para comentar o assunto, costura nos bastidores ida para o PRB, hoje na oposição ao governo Lauro e representado pelos vereadores Pastor João Gomes e Ricardo Yoshio.
Antes disso, o agora ex-socialista também iniciou tratativas com o PTB, que ainda corre por fora.

Ontem, o parlamentar reuniu seu grupo de apoio para detalhar sobre o futuro político. O encontro aconteceu nas dependências da Câmara – dentro do plenarinho –, e contou com a participação de integrantes do PRB.


PANORAMA
Único a apoiar Vaguinho no PSB, o parlamentar Célio Boi (PSB) também deve ter sua desfiliação concretizada. Assim como o correligionário, o vereador entrou, recentemente, em confronto com Adelson, no episódio em que o partido foi suspenso pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo).

O presidente socialista classificou o fato como “má-fé” do tesoureiro Alexandre Santos Silva. Ele, que é chefe de gabinete de Célio Boi na Câmara, teria deixado de apresentar os números propositadamente, segundo Adelson.

“Isso é mentira. O Alexandre exerce essa função na contabilidade por muitos anos e nunca aconteceu uma situação como esta (suspensão). Ele sempre trabalhou conforme orientações do Adelson, que não apresentou os números. Não vou aceitar isso”, rebateu Célio Boi. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;