Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Liga dos Campeões mais rica da história tem início hoje

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Principais equipes do futebol europeu iniciam disputa pelo título mais cobiçado da temporada


Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

15/09/2015 | 07:00


Após mais de um ano de espera, a principal competição de clubes do mundo volta hoje a todo vapor. As 32 equipes da elite do futebol europeu começam a brigar pela taça da Liga da Campeões, conhecida como orelhuda, movidas não só pelo título, mas também pela premiação mais polpuda da história, com aumento médio de cerca de 50% em relação à edição passada, vencida pelo Barcelona. A expectativa é que seja distribuído 1,2 bilhão de euros – R$ 5,1 bilhões – para as equipes na competição.

A mera participação na fase de grupos já garante a qualquer clube 12 milhões de euros (R$ 51,8 milhões), contra 8,6 milhões de euros (R$ 37,1 milhões) da última disputa. O bônus por vitória também subiu de 1 milhão de euros (R$ 4,31 milhões) para 1,5 milhão de euros (R$ 6,47 milhões).

Nesses valores não estão inclusos os direitos de televisão, receita com bilheteria, marketing, venda de camisas e outros itens, patrocínio e todas as outras fontes de receita.

Os gigantes, como Real Madrid, Barcelona, Manchester United, Manchester City e Chelsea são os que abocanham mais dinheiro do montante. E isso ajuda a criar desequilíbrios na competição, já que sempre disputam o torneio, ao contrário dos clubes de menor expressão na Europa.

No Grupo A, por exemplo, só o craque Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, – R$ 518,1 milhões – equivale a seis equipes inteiras do Malmö, da Suécia, enquanto o time espanhol todo – R$ 3,08 bilhões – é 34 vezes mais caro que o sueco.

O cenário se repete no Grupo E – o argentino Lionel Messi, sozinho, é equivalente em valor a quase sete equipes do Bate Borisov, da Bielorrússia, e a quase um time inteiro do Bayer Leverkusen, da Alemanha.

Para efeito de comparação ao futebol sul-americano, a Conmebol entregou somente R$ 20,7 milhões ao campeão de 2015, o River Plate.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;