Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Em sete dias, preço do álcool sobe 3,5% em São Paulo



11/01/2006 | 08:36


O preço do álcool nos postos paulistas subiu 3,5% na primeira semana do ano, em comparação com a última semana de 2005. Segundo levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo), o combustível fechou a semana passada com um preço médio de R$ 1,457 nas bombas de São Paulo. A alta registrada no Estado é maior do que a média nacional, de 2,86%, informa a agência. O preço médio no país, porém, é superior: R$ 1,650 por litro, enquanto no Grande ABC é de 1,51%, segndo constatou o Diário.

A pesquisa da ANP indica que o preço da gasolina continua acompanhando a alta do álcool, ainda que em menor ritmo. Na primeira semana de janeiro, o preço médio da gasolina no país subiu R$ 0,013, ou 0,52%, por litro, e atingiu os R$ 2,477. Em São Paulo, a alta foi menor, de 0,45%. O preço médio do combustível no Estado chegou a R$ 2,367 na semana pesquisada. A gasolina vendida nos postos leva 25% de álcool anidro e, por isso, sofre impacto da disparada das cotações do derivado da cana-de-açúcar.

Os números divulgados pela ANP apontam que o álcool hidratado já sofreu aumento de 32% nas bombas desde a mínima do ano passado, de R$ 1,251 por litro, em junho. A alta é justificada pelo crescimento das vendas de veículos bicombustíveis no País e considerada normal por analistas do setor. “Toda esta polêmica em torno do preço do álcool me parece exagerada”, afirma o presidente da consultoria Datagro, Plínio Nastari.

Na sua opinião, os preços devem ser regulados pelo próprio mercado, que vai optar pela gasolina quando o álcool não valer mais a pena.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;