Fechar
Publicidade

Domingo, 1 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Em S.Bernardo, Lula pede que prefeitos ‘não se escondam’

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ex-presidente cobra mais ações políticas de chefes do Executivo diante da crise econômica


Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

30/08/2015 | 07:00


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cobrou ontem mais ações políticas dos prefeitos, diante da crise econômica no País, pedindo que “não se escondam”.

A afirmativa do ex-chefe da Nação foi proferida ontem, em São Bernardo, durante o Seminário Internacional sobre Participação Cidadã, Gestão Democrática e as Cidades do Século XXI, promovido pela Prefeitura e que contou com a participação do ex-presidente do Uruguai José Pepé Mujica – atualmente senador.

O evento foi realizado no Cenforpe (Centro de Formação dos Profissionais da Educação). Teve participação de aproximadamente 1.500 pessoas.

Em determinado momento do discurso, que durou 50 minutos, Lula pediu aos chefes do Executivo busquem o diálogo. “Quando faltar o orçamento, tem que aumentar a política. As coisas estão mal. Mas eu, sendo prefeito iria dizer ao povo porque está mal. O orçamento não é seu (do chefe do Executivo). Não pode se esconder”, pontuou.

No palco estava o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), e na plateia os mandatários Carlos Grana (Santo André) e Donisete Braga (Mauá).

Depois de afirmar que pode concorrer à Presidência em 2018, o líder petista, novamente em discursos recheados de figuras de linguagem, garantiu que se posicionará mais sobre questões relevantes ao País.

“Ontem fazia cinco anos que eu não dava uma entrevista, mas resolvi começar a falar mais, viajar, dar entrevista. Vou ver se dão um pouco de sossego para a (presidente) Dilma (Rousseff, do PT) e começam a se incomodar comigo outra vez. Eu aprendi uma coisa: você só consegue matar um pássaro se ele ficar parado no galho olhando para você. Se ele ficar voando, é mais difícil. Então eu vou voar”, inflamou.

Lula também defendeu retorno da CPMF (leia mais abaixo), além do PT. “Estão tentando criminalizar (a sigla). O momento é de ir à rua de cabeça erguida”, assegurou.

MUJICA
O ex-presidente do Uruguai Pepé Mujica ressaltou que não há democracia sem partidos políticos. “Não há homens imprescindíveis, há causas imprescindíveis. Por maior que seja o homem, nunca será tão grande se tão tiver um grupo de pessoas”.

O uruguaio ressaltou que é preciso lutar por partidos e que os dirigentes aprendam a viver como a maioria da população, e não como a minoria.“Não se pode separar a economia da ética, da filosofia, porque o homem tem que sonhar, imaginar e caminhar fazendo o melhor e o que lhe dá conteúdo na vida.”


Ex-presidente ressalta que taxa da CPMF não deveria ter sido tirada

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu ontem o retorno da cobrança da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) para financiar a Saúde, destacando que o tributo, extinto em 2007, “nunca deveria ter sido tirado”.

A afirmação foi dita após Lula identificar na plateia o ministro da Saúde, Arthur Chioro (PT).

Ontem, porém, a presidente Dilma Rousseff (PT) desistiu da recriar cobrança, que serviria para cobrir rombo de R$ 80 bilhões nos cofres públicos. O motivo foi a alta repercussão negativa. A decisão tomada em reunião com os ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Nelson Barbosa (Planejamento). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;