Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Esgoto invade casa em Sto.André

André Henriques/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Aposentada sofre com infiltrações há pelo menos um mês; paredes estão úmidas e cachorro ficou doente; Semasa vai vistoriar local hoje


Nelson Donato
Especial para o Diário

18/08/2015 | 07:00


A rotina da aposentada Maria Delporto Faria, 78 anos, que mora na Avenida Mário de Andrade, 262, Jardim Carla, em Santo André, mudou drasticamente por conta do vazamento de esgoto que já dura pelo menos um mês. O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) promete para hoje vistoria no local com intuito de identificar as causas do problema.

A casa da idosa está tomada por infiltrações. As paredes internas já apresentam sinais de deterioração, causadas pela umidade excessiva. Em alguns pontos da cozinha, inclusive, alguns azulejos caíram.

A situação mais crítica está no quintal. Especificamente na parte dos fundos da residência. Ali, dois canos despejam constantemente água suja. A moradora até tenta minimizar o estrago com a colocação de baldes posicionados logo abaixo dos pontos de vazamento, mas isso não é suficiente para resolver o problema, pois os recipientes transbordam.

O inconveniente afeta o bolso da aposentada e a saúde dos animais de estimação. “Já gastei mais de R$ 1.000 com um dos meus cachorros que ficou doente. Três deles estão hospedados em um petshop há oito dias e não sei quanto tempo mais ficarão lá. Além disso, terei mais gastos com a reforma. Não tenho como calcular.”

Além dos problemas com os bichos, a saúde da idosa também está em risco. “Um dia decidi limpar esta sujeira e logo depois contraí virose. Também estou com alergia pelo corpo todo. Tive de ir ao médico”, lamenta.

Equipes do Semasa já estiveram no local e, segundo a idosa, identificaram uma casa vizinha como origem do problema, pois ela teria sido erguida sobre os canos. “Foi dado um prazo para que os reparos fossem feitos. Mas isso já foi há mais de duas semanas e até agora não houve nenhuma solução.”

O Semasa informou que hoje uma equipe irá verificar se o problema é ocasionado pela própria rede ou se é no ramal de esgoto dos imóveis particulares, localizados na Rua Raul de Leoni, na parte de trás do lote. Caso seja constatado que o problema é no ramal de esgoto, cuja responsabilidade é do usuário, será emitida notificação com prazo para conserto, sob pena de corte no fornecimento de água. Se for na rede, a autarquia vai providenciar o reparo.

Enquanto a solução não chega, a idosa se vê refém da situação. “Quase não saio mais de casa. Se eu colocar os pés no quintal já corro riscos. Até estou me sentindo depressiva”, afirma.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;