Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Os galãs da Rádio São Paulo

Waldemar Ciglioni, um dos ícones das novelas no rádio, trabalhou diretamente com Mário Jorge Montini, o nosso personagem desta 2ª Semana São Caetano


Ademir Medici

11/08/2015 | 07:00


“A Rádio São Paulo tinha um pessoal de muita criatividade. Toda segunda-feira eu reunia a equipe e perguntava: ‘Qual a ideia boa de hoje?’. A resposta era dada por escritores do porte de Augusto Vampré, Oduvaldo Viana e Dulce Santucci, que depois seria a autora da primeira novela da televisão brasileira. Uma boa ideia rendia ao autor um ordenado completo. A turma vinha rica de ideias.”

Waldemar Antonio Ciglioni, em entrevista gravada concedida a esta página Memória em abril de 2004.

Waldemar Ciglioni, um dos ícones das novelas no rádio, trabalhou diretamente com Mário Jorge Montini, o nosso personagem desta 2ª Semana São Caetano. Tinham os mesmos sonhos e os mesmos desejos iniciais de fazer novela no rádio. Mantiveram contato até quando Ciglioni faleceu, em 2008. Ciglioni trabalhou até o fim, então na Rádio Mundial, na Avenida Paulista, onde o entrevistamos.

Mas quem está nos contando história é Mário Jorge. Ontem paramos no trecho em que ele falava do seu primeiro contato com a Rádio São Paulo. Breve conversa com o então diretor, Augusto Baroni, e o pedido para que voltasse no sábado seguinte para os testes. E assim foi naquele ano de 1948.

 

Cinco novos rádio-atores

 

Retornei e imaginei que estivesse sozinho para os testes. Encontrei uns 40 candidatos. Fiz o teste. Acho que me saí bem. Só que não estava acostumado com o microfone. Meu negócio era teatro. O Baroni me orientou a falar normalmente. Não precisava gritar. Eu não estava no teatro. Estava no estúdio de uma rádio.

Feito o teste, a orientação era para que aguardasse. “Qualquer coisa nós te chamamos”. E aconteceu. Quinze dias depois me chamaram. De volta à Rádio São Paulo, encontrei novamente muita gente. E só cinco foram os admitidos: Erico de Almeida, Álvaro de Albuquerque, Yara Lins, Talita de Barros e eu.

A Talita sempre lembra: “Puxa, Mário, nós éramos cinco”.

 

 

Em 11 de agosto de...

A guerra. Do noticiário do Estadão: ‘A possibilidade da paz; mais canadenses para a guerra’.

1930 – Restabelecida a linha de ônibus entre a Estação de Santo André e o Largo Sete de Setembro, em São Paulo, com passagem por São Caetano. São 14 viagens diárias, entre idas e vindas.

1955 – Tribunal de Justiça de São Paulo anuncia estudos para a criação de uma ou mais Varas na Comarca de Santo André, bem como a criação de mais uma Vara de Feitos da Fazenda Nacional, dado o crescimento da Comarca, única instalada no nascente ABC.

1970 – O santuário da Igreja Metodista de São Bernardo, na Rua Dr. Flaquer, 613, é incluído no roteiro turístico da cidade. Na fachada está o painel de Galileo Emendabile denominado Mãos em Prece.

1975 – Incêndio na Petroquímica União, entre Santo André e Mauá, deixa 28 funcionários feridos.

Saad, de São Caetano, contrata o técnico Alfredo Ramos (ex-São Paulo).

 

Hoje

Dia da Televisão

Dia do Advogado

Dia do Estudante

Dia do Garçom

Dia Internacional da Logosofia

Dia da Consciência Nacional

 

Santos do Dia

Santa Clara (Assis, Itália, 1193 – 1253). Fundadora da Ordem das Clarissas.

Conterrânea de São Francisco de Assis, discípula e fiel intérprete. Padroeira da televisão brasileira.

Lélia

Suzana

 

Aniversariam hoje: Tatuí e Pereira Barreto.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Os galãs da Rádio São Paulo

Waldemar Ciglioni, um dos ícones das novelas no rádio, trabalhou diretamente com Mário Jorge Montini, o nosso personagem desta 2ª Semana São Caetano

Ademir Medici

11/08/2015 | 07:00


“A Rádio São Paulo tinha um pessoal de muita criatividade. Toda segunda-feira eu reunia a equipe e perguntava: ‘Qual a ideia boa de hoje?’. A resposta era dada por escritores do porte de Augusto Vampré, Oduvaldo Viana e Dulce Santucci, que depois seria a autora da primeira novela da televisão brasileira. Uma boa ideia rendia ao autor um ordenado completo. A turma vinha rica de ideias.”

Waldemar Antonio Ciglioni, em entrevista gravada concedida a esta página Memória em abril de 2004.

Waldemar Ciglioni, um dos ícones das novelas no rádio, trabalhou diretamente com Mário Jorge Montini, o nosso personagem desta 2ª Semana São Caetano. Tinham os mesmos sonhos e os mesmos desejos iniciais de fazer novela no rádio. Mantiveram contato até quando Ciglioni faleceu, em 2008. Ciglioni trabalhou até o fim, então na Rádio Mundial, na Avenida Paulista, onde o entrevistamos.

Mas quem está nos contando história é Mário Jorge. Ontem paramos no trecho em que ele falava do seu primeiro contato com a Rádio São Paulo. Breve conversa com o então diretor, Augusto Baroni, e o pedido para que voltasse no sábado seguinte para os testes. E assim foi naquele ano de 1948.

 

Cinco novos rádio-atores

 

Retornei e imaginei que estivesse sozinho para os testes. Encontrei uns 40 candidatos. Fiz o teste. Acho que me saí bem. Só que não estava acostumado com o microfone. Meu negócio era teatro. O Baroni me orientou a falar normalmente. Não precisava gritar. Eu não estava no teatro. Estava no estúdio de uma rádio.

Feito o teste, a orientação era para que aguardasse. “Qualquer coisa nós te chamamos”. E aconteceu. Quinze dias depois me chamaram. De volta à Rádio São Paulo, encontrei novamente muita gente. E só cinco foram os admitidos: Erico de Almeida, Álvaro de Albuquerque, Yara Lins, Talita de Barros e eu.

A Talita sempre lembra: “Puxa, Mário, nós éramos cinco”.

 

 

Em 11 de agosto de...

A guerra. Do noticiário do Estadão: ‘A possibilidade da paz; mais canadenses para a guerra’.

1930 – Restabelecida a linha de ônibus entre a Estação de Santo André e o Largo Sete de Setembro, em São Paulo, com passagem por São Caetano. São 14 viagens diárias, entre idas e vindas.

1955 – Tribunal de Justiça de São Paulo anuncia estudos para a criação de uma ou mais Varas na Comarca de Santo André, bem como a criação de mais uma Vara de Feitos da Fazenda Nacional, dado o crescimento da Comarca, única instalada no nascente ABC.

1970 – O santuário da Igreja Metodista de São Bernardo, na Rua Dr. Flaquer, 613, é incluído no roteiro turístico da cidade. Na fachada está o painel de Galileo Emendabile denominado Mãos em Prece.

1975 – Incêndio na Petroquímica União, entre Santo André e Mauá, deixa 28 funcionários feridos.

Saad, de São Caetano, contrata o técnico Alfredo Ramos (ex-São Paulo).

 

Hoje

Dia da Televisão

Dia do Advogado

Dia do Estudante

Dia do Garçom

Dia Internacional da Logosofia

Dia da Consciência Nacional

 

Santos do Dia

Santa Clara (Assis, Itália, 1193 – 1253). Fundadora da Ordem das Clarissas.

Conterrânea de São Francisco de Assis, discípula e fiel intérprete. Padroeira da televisão brasileira.

Lélia

Suzana

 

Aniversariam hoje: Tatuí e Pereira Barreto.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;