Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Danificada, medalha de jogadora é devolvida em Santo André

Arquivo pessoal  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Item conquistado por Tamires no Pan-Americano
foi devolvido no mesmo local de onde foi roubado


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

01/08/2015 | 11:20


Atualizada às 11h50

Roubada por dois bandidos armados durante assalto na manhã desta sexta-feira, no Jaçatuba, em Santo André, a medalha de ouro conquistada pela lateral-esquerda Tamires nos Jogos Pan-Americanos de Toronto com a Seleção Brasileira feminina de futebol foi devolvida durante a madrugada deste sábado, no local de onde foi levada. De acordo com o marido da atleta, César de Britto - o também jogador Cesinha, ex-Ramalhão e São Bernardo -, o objeto foi danificado pelos assaltantes na tentativa de descobrir seu valor.

"Meus pais nos enviaram pela manhã a foto que a medalha havia sido devolvida na casa deles. Rasparam para ver se era realmente ouro, viram que era apenas banhada e resolveram devolver. Danificaram um pouco, mas para a Tamires tem valor sentimental muito grande", destacou Cesinha. "Deixaram (a medalha) debaixo da porta e a funcionária quando abriu a loja (uma esmalteria, vizinha da casa) para trabalhar encontrou a medalha", explicou o sogro, Mauro de Britto.

Os demais bens levados como documentos, alianças, relógio e a bolsa da jogadora, no entanto, não foram devolvidos. "Os bens materiais a gente recupera com trabalho. Mas graças a Deus estão todos bem", disse o jogador, aliviado.

Tamires se disse aliviada com a devolução e acredita que ela só aconteceu por conta da atenção que o roubo ganhou na mídia. “Tenho certeza que foi pela repercussão, porque caso contrário não fariam. Agora ela é mais especial ainda", afirmou a jogadora. "Fui ao dentista com meu filho hoje e falaram: ''ah, você é a menina da medalha roubada.'' Vou ficar conhecida dessa forma", brincou.

Passado o susto, Tamires garantiu que vai passar a deixar o item em lugar seguro. “Faremos um quadro e guardar com carinho."

O caso - Nesta sexta-feira, enquanto deixava a casa do sogro, no Jaçatuba, a jogadora cumprimentava uma vizinha - dona da esmalteria - que chegava ao local de trabalho de carro quando elas e outros familiares tiveram pertences levados por dois homens armados, assim como o veículo, uma Hilux que acabou encontrada no Parque São Lucas, na divisa com a Capital, no período da tarde.  
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Danificada, medalha de jogadora é devolvida em Santo André

Item conquistado por Tamires no Pan-Americano
foi devolvido no mesmo local de onde foi roubado

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

01/08/2015 | 11:20


Atualizada às 11h50

Roubada por dois bandidos armados durante assalto na manhã desta sexta-feira, no Jaçatuba, em Santo André, a medalha de ouro conquistada pela lateral-esquerda Tamires nos Jogos Pan-Americanos de Toronto com a Seleção Brasileira feminina de futebol foi devolvida durante a madrugada deste sábado, no local de onde foi levada. De acordo com o marido da atleta, César de Britto - o também jogador Cesinha, ex-Ramalhão e São Bernardo -, o objeto foi danificado pelos assaltantes na tentativa de descobrir seu valor.

"Meus pais nos enviaram pela manhã a foto que a medalha havia sido devolvida na casa deles. Rasparam para ver se era realmente ouro, viram que era apenas banhada e resolveram devolver. Danificaram um pouco, mas para a Tamires tem valor sentimental muito grande", destacou Cesinha. "Deixaram (a medalha) debaixo da porta e a funcionária quando abriu a loja (uma esmalteria, vizinha da casa) para trabalhar encontrou a medalha", explicou o sogro, Mauro de Britto.

Os demais bens levados como documentos, alianças, relógio e a bolsa da jogadora, no entanto, não foram devolvidos. "Os bens materiais a gente recupera com trabalho. Mas graças a Deus estão todos bem", disse o jogador, aliviado.

Tamires se disse aliviada com a devolução e acredita que ela só aconteceu por conta da atenção que o roubo ganhou na mídia. “Tenho certeza que foi pela repercussão, porque caso contrário não fariam. Agora ela é mais especial ainda", afirmou a jogadora. "Fui ao dentista com meu filho hoje e falaram: ''ah, você é a menina da medalha roubada.'' Vou ficar conhecida dessa forma", brincou.

Passado o susto, Tamires garantiu que vai passar a deixar o item em lugar seguro. “Faremos um quadro e guardar com carinho."

O caso - Nesta sexta-feira, enquanto deixava a casa do sogro, no Jaçatuba, a jogadora cumprimentava uma vizinha - dona da esmalteria - que chegava ao local de trabalho de carro quando elas e outros familiares tiveram pertences levados por dois homens armados, assim como o veículo, uma Hilux que acabou encontrada no Parque São Lucas, na divisa com a Capital, no período da tarde.  
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;