Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 15 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Covas anuncia lançamento do Banco do Povo em janeiro


Do Diário do Grande ABC

19/12/1999 | 21:00


O governador de Sao Paulo, Mário Covas (PSDB), anunciou neste domingo que lançará em janeiro o primeiro Banco do Povo na capital, um programa de financiamento para a populaçao de baixa renda que queira montar o próprio negócio. Os empréstimos variam de 200 reais a R$ 5 mil. No estado, o Banco do Povo está instalado em 25 municípios e o governo pretende alcançar a marca de cem cidades só em 2000.

Para Covas, este é um dos melhores projetos que o governo criou. Até porque, segundo ele, o Banco do Povo nao registra inadimplência. "Nao tem inadimplência porque o pobre paga o que deve; ele tem muito apreço pela honra", afirmou. O Banco do Povo faz parte do programa do governo paulista de incentivo ao pequeno negócio e requalificaçao do trabalhador.

Neste domingo, Covas, acompanhado do vice-governador Geraldo Alckmin Filho (PSDB) e do secretário do Emprego e Relaçoes do Trabalho do Estado, Walter Barelli, participou da entrega de certificados a 2.306 alunos dos cursos profissionalizante organizados pelo Programa de Auto-Emprego (PAE). O evento foi realizado no Ginásio da Portuguesa de Desportos, em Sao Paulo.

Segundo balanço apresentado durante a solenidade, o governo estadual qualificou cerca de 500 mil pessoas pelo PAE, desde o inicio do primeiro mandato, em 1995.

O programa é financiado com recursos da Organizaçao das Naçoes Unidas para a Agricultura e Alimentaçao (FAO), que, em 2000, deve destinar R$ 2,5 milhoes ao Estado para a formaçao de empreendedores e geraçao de emprego para a cidadaos de baixa renda. A FAO atua no Brasil desde o início da década de 70.

Para 2000, o coordenador nacional do PAE, Roberto Leao, estima que o investimento total da organizaçao no País chegará a R$ 60 milhoes. Barelli também tem números otimistas para os próximos anos. Ele espera formar 80 mil empreendedores até o fim da gestao de Covas.

Segundo a assessoria da Secretaria do Trabalho, o PAE incentivou a criaçao de 400 empresas populares. Barelli ainda estima que, entre os 2.306 alunos, devem ser formadas mais 70 empresas de pequenos negócios.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;