Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Diretores e professores passam por capacitação em educação sexual

Denis Maciel/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Projeto tem como objetivo orientar os 32 mil estudantes da rede


Yago Delbuoni
Do Diário do Grande ABC

30/07/2015 | 07:00


 Professores e diretores de 70 escolas da rede estadual de São Bernardo passarão por capacitação em educação sexual a fim de abordar o tema em sala de aula com alunos do Ensino Fundamental 2 (6º ao 9º ano). O projeto Quebra Tabu foi anunciado ontem na Diretoria Regional de Ensino da cidade e tem como objetivo orientar os 32 mil estudantes desta faixa etária sobre a própria sexualidade, a fim de prevenir a gravidez na adolescência e a transmissão de DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis).

A ação é fruto de parceria entre o Estado e o Instituto Kaplan, responsável pela capacitação dos educadores, que terá início no próximo mês e deve ser finalizada em dezembro de 2016. Serão envolvidos professores das áreas de Ciências e Biologia, além dos diretores, que contarão com auxílio de jogos lúdicos como Jogos de Corpo e Valores em Jogo.

A dirigente de ensino da cidade, Suzanna Aparecida Dechechi de Oliveira, disse que o projeto tem como função trazer qualidade de vida aos alunos. “Nosso papel como educador é pensar sempre no que podemos fazer para melhorar a vida e o futuro dos nossos jovens. Neste projeto trazemos a consciência sobre como encarar a sexualidade com segurança e responsabilidade.”

De acordo com Suzanna, o Quebra Tabu quer ainda despertar o protagonismo na prevenção de DSTs. “O jovem não precisa procurar apenas a escola para informação. Ele pode recorrer também a UBSs (Unidade Básica de Saúde). Queremos que saiba buscar ajuda por conta própria, tenha autonomia sobre o corpo e a vida.”

Para o psicólogo Caio Westin, responsável pela Área de Prevenção do Programa DST/Aids/Hepatite da cidade, os jovens precisam entender que há epidemia das doenças, alto grau de transmissão e que é necessário se apoderar de informação para preveni-las. “O adolescente quer ser poderoso e mostrar que pode realizar tudo na vida, mas acaba deixando de lado a proteção. Nossa ação lembra ao jovem que ele precisa se preparar, antever e medir as consequências de seus atos. Ele tem de viver plenamente a sua sexualidade, mas com responsabilidade.”

A diretora executiva do Instituto Kaplan e coordenadora do projeto, Maria Helena Vilela, destacou que o Quebra Tabu já foi realizado em algumas cidades de Alagoas e, em São Paulo, no Vale do Paraíba e Santo André. “Queríamos ampliar a medida para todo o Estado, mas falta apoio financeiro.” Em São Bernardo, foram investidos R$ 115 mil na capacitação de 110 profissionais.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;