Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Educar pedestre mirim salva vidas no trânsito


Michelly Cyrillo
Do Diário do Grande ABC

21/09/2010 | 07:01


O número de atropelamentos nas imediações das escolas em São Bernardo é considerado alto. De janeiro a maio deste ano foram 17 acidentes nas proximidades de oito escolas municipais, segundo levantamento da Prefeitura, que não especificou a gravidade dessas ocorrências. A administração municipal desenvolve ação de prevenção junto a alunos, mas ela não ocorre durante todo o período letivo.

No município é realizada a ação Travessia Segura - De volta às aulas realizada no entorno de oito das escolas municipais. O projeto foi implantado nas unidades do Baeta Neves, Batistini, Jardim Ipê, Ferrazópolis e Alvarenga, nos horários de saída e entrada. As unidades foram escolhidas após o resultado de pesquisa de acidentes com atropelamento associado à realização da revitalização do sistema viário nessas localidades.

PARCERIA
À medida que consegue parceiros para viabilizar, a Polícia Militar Rodoviária desenvolve ações de prevenção em instituições públicas e privadas de ensino durante o todo o ano.

O Diário acompanhou ontem uma dessas atividades realizada em conjunto com o DER (Departamento de Estradas e Rodagem). Foi a primeira escola da região a receber a visita dessa parceria.

Em clima descontraído e entre muitas risadas, as crianças da Emeb (Escola Municipal de Ensino Básico) Maria Adelaide, localizada na Vila Euclides, participaram de jogos e palestras, além de assistirem a vídeos de conscientização das regras de trânsito.

Apesar de a escola não estar entre as oito unidades onde foram registrados atropelamentos no entorno, foi escolhida para sediar a ação, já que está localizada próxima a Via Anchieta e o Centro. "Este ano não tivemos casos de atropelamentos de alunos, mas como estamos próximo à Rodovia e às avenidas de grande fluxo do Centro fomos escolhidos pela polícia. São 1.800 alunos de 6 a 11 anos, acho muito importante a ação", disse a diretora da unidade Kely Cristina Santos, 39 anos.

O evento foi dividido em quatro etapas. No tabuleiro gigante, a turma era dividida em dois grupos, e dois alunos eram os pinos. Nessa etapa era como se eles estivessem dirigindo e as casas traziam infrações ou regras de trânsito obedecidas, caso fosse infração, eles voltavam algumas casas, e se fossem regras obedecidas avançam.

Na segunda etapa havia um jogo da memória eletrônico com as placas de sinalização. Na terceira, os pequenos desenhavam o trajeto da casa até a escola, colocando semáforos, faixas de pedestres e explicavam como devia ser feito o percurso dentro das regras. E na quarta parte havia o desenho animado sobre infrações e palestra com os policiais.

Vitoria Silva Santos, 6 anos, afirmou que já alerta o tio sobre o uso do cinto. "Ele não usa. Eu já sabia algumas coisas, mas hoje aprendi mais e vou brigar com ele se não respeitar as regras."

"Queremos formar os condutores do futuro. As crianças passam conhecimento aos adultos", disse o chefe da central de operação do DER, Reinaldo Antonio Fre.

 
Criança entende importância da cadeirinha

As crianças da Emeb (Escola Municipal de Ensino Básico) Maria Adelaide enfatizaram durante a palestra da Policia Rodoviária sobre segurança no trânsito o uso das cadeirinhas. Segundo os pequenos, alguns até estão deixando de passear, por que os pais não adquiriram o item.

A soldado Rosa Maria Dias, 43 anos, explicou a importância de esclarecer o uso do aparelho de segurança. "Muitos falam que é preciso usar, porque senão a polícia vai multar o pai. Então, explicamos que é importante usar para garantir a segurança dela em caso de acidente. Percebemos que os pais desta região, são cautelosos e estão preocupados com o item de segurança."

Segundo a soldado, o tema está sendo muito discutido pelos pequenos. "Como a lei entrou em vigor este mês, eles estão conversando bastante sobre o assunto. Quando falamos sobre o cinto, eles já citam o uso das cadeirinhas. E até muitos estão contando que os pais deixam de levá-los para passear ou mesmo trazer para a escola de carro porque não conseguiram comprar o item."

Os policiais passam um vídeo do personagem Pateta, da Disney, no qual ele comete diversas infrações de trânsito. Após o desenho, os soldados discutem com as crianças as infrações e explicam algumas regras de trânsito, entre elas o uso do cinto de segurança e da cadeirinha, para os pequenos até 7 anos e meio.

"Há 11 anos, a Polícia Militar Rodoviária desenvolve esta ação nas escolas da região. O índice de atropelamentos caiu bastante, não ouvimos mais falar desses casos. A criança cobra dos pais para que cumpram as regras de trânsito", disse Rosa.

A Policia Militar Rodoviária desenvolve ações de conscientização de trânsito o ano todo nas escolas. Os responsáveis pelas instituições interessados em receber a visita da equipe podem entrar em contato através do e-mail 1bprvp5@policiamilitar.sp.gov.br. MC

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;