Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Especialistas do Santos descartam sabotagem



24/04/2007 | 07:05


O São Paulo não teve culpa pelo alagamento do gramado do Morumbi durante o primeiro tempo do jogo de domingo entre Santos e Bragantino, pelas semifinais do Campeonato Paulista. Foi a essa conclusão a que chegaram os dirigentes santistas, depois de consultarem nesta segunda os técnicos responsáveis pela manutenção do gramado da Vila Belmiro.

No dia seguinte às insinuações de Vanderlei Luxemburgo e de alguns de seus jogadores de que o São Paulo poderia ter fechado comportas do sistema de drenagem, “com a intenção de prejudicar o desempenho da equipe mais técnica”, o Santos descobriu que as suspeitas foram infundadas.

A primeira constatação foi que os sistemas de drenagem do Morumbi e da Vila Belmiro são diferentes. O do estádio do São Paulo é antigo, de argila, e não funciona com comportas, mas com bomba de sucção, enquanto o da Vila Belmiro é de areia e tem comportas que podem ser fechadas. O motivo do lento escoamento da água no campo do Morumbi, no domingo, foi o acúmulo de sujeira na bomba de sucção, em razão de recentes shows de rock realizados no estádio do São Paulo e da impossibilidade de realizar a manutenção da bomba entre as chuvas do sábado e do domingo. Assim, a retirada da água do gramado se tornou mais lenta, segundo explicou a assessoria de imprensa do Santos, com base nas informações dadas pela empresa que cuida do sistema de drenagem da Vila .

Nesta segunda, o presidente do Santos, Marcelo Teixeira, cobrou da Federação melhores condições para as finais. “Os acontecimentos não são complicados. O Reinaldo Carneiro Bastos (vice-presidente) vai conversar com o São Paulo, São Caetano e Santos para evitar qualquer anormalidade das dificuldades encontradas na semifinal”, disse o presidente da entidade, Marco Polo Del Nero.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Especialistas do Santos descartam sabotagem


24/04/2007 | 07:05


O São Paulo não teve culpa pelo alagamento do gramado do Morumbi durante o primeiro tempo do jogo de domingo entre Santos e Bragantino, pelas semifinais do Campeonato Paulista. Foi a essa conclusão a que chegaram os dirigentes santistas, depois de consultarem nesta segunda os técnicos responsáveis pela manutenção do gramado da Vila Belmiro.

No dia seguinte às insinuações de Vanderlei Luxemburgo e de alguns de seus jogadores de que o São Paulo poderia ter fechado comportas do sistema de drenagem, “com a intenção de prejudicar o desempenho da equipe mais técnica”, o Santos descobriu que as suspeitas foram infundadas.

A primeira constatação foi que os sistemas de drenagem do Morumbi e da Vila Belmiro são diferentes. O do estádio do São Paulo é antigo, de argila, e não funciona com comportas, mas com bomba de sucção, enquanto o da Vila Belmiro é de areia e tem comportas que podem ser fechadas. O motivo do lento escoamento da água no campo do Morumbi, no domingo, foi o acúmulo de sujeira na bomba de sucção, em razão de recentes shows de rock realizados no estádio do São Paulo e da impossibilidade de realizar a manutenção da bomba entre as chuvas do sábado e do domingo. Assim, a retirada da água do gramado se tornou mais lenta, segundo explicou a assessoria de imprensa do Santos, com base nas informações dadas pela empresa que cuida do sistema de drenagem da Vila .

Nesta segunda, o presidente do Santos, Marcelo Teixeira, cobrou da Federação melhores condições para as finais. “Os acontecimentos não são complicados. O Reinaldo Carneiro Bastos (vice-presidente) vai conversar com o São Paulo, São Caetano e Santos para evitar qualquer anormalidade das dificuldades encontradas na semifinal”, disse o presidente da entidade, Marco Polo Del Nero.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;