Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Mauá se adianta para ter ‘Município Verde’


Isis Mastromano Correia
Do Diário do Grande ABC

31/12/2007 | 07:15


O prazo é curto, a missão é longa. Mesmo assim, Mauá está se adiantando em anunciar o título de Município Verde, que poderá ser dado oficialmente pelo governo do Estado em março.

A Prefeitura colocou outdoors na Avenida João Ramalho, próximo ao Paço Municipal, com o símbolo do certificado ecológico que garantirá à cidade prioridade na obtenção de verbas públicas estaduais.

De acordo com a supervisora técnica da Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente da cidade, Débora Sibil Costa, os outdoors são para divulgação da participação do município no projeto do Estado. “Mauá está na expectativa de receber sim”, diz Débora sobre a certificação.

Mauá ainda não cumpriu as dez diretrizes, entretanto, a própria Secretaria de Estado Meio Ambiente não sabe se de fato será necessário cumprir todas as normas do chamado Protocolo Verde para receber o selo ambiental.

De acordo com a Pasta estadual, os critérios para validação do selo só serão definidos em janeiro. Dessa forma, itens considerados desafiadores pelo município, como o tratamento de 100% do esgoto produzido, terão tempo hábil para serem trabalhados.

“Outras questões que requerem um pouco mais de atenção são a construção de habitações sustentáveis e a qualidade do ar”, explica Débora, que substitui interinamente o secretário da Pasta, Sérgio Walendy, no período de recesso.

Das iniciativas previstas no protocolo, Mauá colocou em prática a coleta seletiva de lixo e assinou decreto que proíbe o uso de madeira ilegal em obras públicas.

“Muitas das diretivas vêm sendo trabalhadas antes do programa do Estado”, afirma a supervisora. “Eu diria que as cidades da região estão caminhando quase que no mesmo passo, mas Mauá é a primeira a fazer convênio com a Eletropaulo objetivando a redução de energia elétrica.”


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mauá se adianta para ter ‘Município Verde’

Isis Mastromano Correia
Do Diário do Grande ABC

31/12/2007 | 07:15


O prazo é curto, a missão é longa. Mesmo assim, Mauá está se adiantando em anunciar o título de Município Verde, que poderá ser dado oficialmente pelo governo do Estado em março.

A Prefeitura colocou outdoors na Avenida João Ramalho, próximo ao Paço Municipal, com o símbolo do certificado ecológico que garantirá à cidade prioridade na obtenção de verbas públicas estaduais.

De acordo com a supervisora técnica da Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente da cidade, Débora Sibil Costa, os outdoors são para divulgação da participação do município no projeto do Estado. “Mauá está na expectativa de receber sim”, diz Débora sobre a certificação.

Mauá ainda não cumpriu as dez diretrizes, entretanto, a própria Secretaria de Estado Meio Ambiente não sabe se de fato será necessário cumprir todas as normas do chamado Protocolo Verde para receber o selo ambiental.

De acordo com a Pasta estadual, os critérios para validação do selo só serão definidos em janeiro. Dessa forma, itens considerados desafiadores pelo município, como o tratamento de 100% do esgoto produzido, terão tempo hábil para serem trabalhados.

“Outras questões que requerem um pouco mais de atenção são a construção de habitações sustentáveis e a qualidade do ar”, explica Débora, que substitui interinamente o secretário da Pasta, Sérgio Walendy, no período de recesso.

Das iniciativas previstas no protocolo, Mauá colocou em prática a coleta seletiva de lixo e assinou decreto que proíbe o uso de madeira ilegal em obras públicas.

“Muitas das diretivas vêm sendo trabalhadas antes do programa do Estado”, afirma a supervisora. “Eu diria que as cidades da região estão caminhando quase que no mesmo passo, mas Mauá é a primeira a fazer convênio com a Eletropaulo objetivando a redução de energia elétrica.”

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;